Criador do Facebook e um dos bilionários mais jovens do mundo. Esse é o famoso Mark Zuckerberg. Que tal conhecer alguns fatos curiosos sobre ele? Confira a seguir.

Mark Zuckerberg revolucionou as redes sociais e a forma de nos comunicar ao criar o Facebook. Desde seus 12 anos de idade ele demonstrou interesse e conhecimento em informática, sendo considerado menino prodígio na área.

Mas como todo ser humano, Mark Zuckerberg tem uma vida além da fama. A qual não foi mostrada em nenhuma série ou filme que ele participou.

Confira a seguir curiosidades sobre a vida, família e fortuna de um dos bilionários mais jovem do mundo.

Infância

Mark Elliot Zuckerberg nasceu no dia 14 de maio de 1984, em White Plains, uma exuberante cidade do estado de Nova Iorque.

Foi criado em Dobbs Ferry, cidade do mesmo estado. Ele é filho de Edward e de Kristen. O pai, um dentista e a mãe psiquiatra. Mark tem 3 irmãs: Randi, Donna e Arielle.

Sua família é de origem judaica, mas Mark Zuckerberg se declarou ser ateu, mesmo considerando a religião algo muito importante.

Estudou na escola Ardsley, onde sempre se destacou nas matérias de arte e culturas clássicas.

Mais tarde, na Phillips Exeter Academy, ganhou muitos prêmios de matemática, física e ciências da astronomia.

Alem disso, Mark aprendeu a ler e escrever em latim, hebraico, francês e grego antigo. No esporte, ele pertencia a equipe de esgrima da escola.

Programador

Ainda quando criança, Zukerberg teve acesso aos computadores e ao mundo da programação. O principal responsável por isso foi seu pai, que lhe presenteou com o livro “C++ para idiotas”, o qual fala sobre programação.

A partir daí, Mark começou a explorar esse universo. Seu pai foi ensinando sobre programação básica nos anos 90 e depois Mark Zukerberg teve um professor particular, o Sr David Newman.

O professor sempre achou Mark muito desenvolvido, chamando até de menino prodígio. Quando ainda estava no colégio ele fez um curso de pós-graduação em programação, no Mercy College.

Na época, ele gostava bastante de desenvolver programas de computador, principalmente na área de jogos e de comunicação.

Acabou criando o “ZuckNet”, uma rede social onde todos os membros de sua família podiam ficar conectados.

Além disso, o ZuckNet foi utilizado por seu pai no consultório odontológico. Quando lançado, o aplicativo foi considerado bastante criativo. Um ano depois a empresa AOL lançou o AOL Instant Messenger ou AIM, que tinha praticamente as mesmas características.

Enquanto estava no ensino médio, Mark trabalhou numa empresa chamada Intelligent Media Group. Lá, ele criou um leitor de música, chamado Synapse, que analisava os gostos musicais dos usuários.

No aplicativo, os usuários podiam criar suas playlists de forma personalizadas. Essa foi sua primeira criação de sucesso.

A empresa PC Magazine avaliou o Synapse com nota 3 de 5. Diversas empresas tentaram comprar o aplicativo.

A Microsoft chegou a ofertar mais de R$1 milhão de dólares pela tecnologia e ainda ofereceu uma proposta de emprego para Mark Zuckerberg, mas ele não aceitou fazer negócio.

Formação

Em 2002, Mark Zuckerberg começou seus estudos em Harvard. Estudou psicologia e ciência da computação. Lá, continuou a desenvolver seus sites inovadores.

Na época em que estava em Harvard, ele desenvolveu o “Facemash”, um site onde eram publicadas fotos das estudantes e os rapazes avaliavam qual era a mais bonita.

Usando sua habilidade, Mark acessou a rede de segurança da universidade e obteve as imagens de identificação dos estudantes. Com as fotos, alimentava o Facemash, que ficou popular rapidamente.

Ao invés das imagens, alguns alunos usavam frases representando um protesto ou posição política, o que fez com que o uso do sistema aumentasse ainda mais.

Alguns dias depois de entrar no ar, o site foi fechado pelos diretores da instituição. Isso porque o site sobrecarregou o servidor de Harvard e os alunos não conseguiam acessar a web.

Além disso, os diretores de Harvard acusaram Zuckerberg de violação de privacidade e de direitos autorais, além de quebra de segurança por usar as fotos do sistema da universidade.

Chegou a ser começado um processo de expulsão de Mark da universidade, mas logo as acusações foram retiradas.

No entanto, a ideia do site era boa, e os alunos já haviam pedido para a universidade criar um site com fotos e detalhes de contatos dos alunos.

A proposta era disponibilizar esses dados na rede de informática de Harvard. Mark acabou por abandonar a universidade quando o Facebook, aplicativo que ele criou, virou sucesso.

O Facebook

“The Facebook” foi criado no dia 02 de fevereiro de 2004. Mark contou com o apoio e auxílio financeiro de seu melhor amigo da faculdade, o brasileiro Eduardo Saverin, e dos seus colegas Dustin Moskovitz e Chris Hughes.

O aplicativo foi desenvolvido e testado por vários meses até seu lançamento e logo ficou famoso.

A ideia foi relançar o Facemash, mas de forma melhorada. No início, o aplicativo era usado apenas por estudantes da universidade. Nele, os alunos podiam se conectar umas às outras e compartilhar fotos e opiniões.

Seis dias depois do lançamento, três estudantes seniores de Harvard acusaram Mark Zuckerberg de roubar suas ideias, chegando a processá-lo por isso. Mas depois chegaram a um acordo.

Mark percebeu que o site tinha grandes chances de crescer, então decidiu expandi-lo. Assim, convidou mais alguns colegas e trabalhou para que o Facebook chegasse a outras escolas e universidades.

Os colegas se dividiram e cada um ficou responsável por uma tarefa. Chris Hughes faria a promoção do site, Andrew McCollum cuidaria do design gráfico, Dustin Moskovitz faria a programação e Eduardo Saverin cuidaria da parte dos negócios.

A fama

Logo, o Facebook ficou famoso e passou a ser utilizado por universitários do mundo inteiro. Em 2005, o site já tinha mais de 5 milhões de usuários e passou a ser chamado apenas de “Facebook”.

A partir de 2006 o site passou a ter seu uso permitido por alunos do ensino secundário e funcionários de empresas. Desde então, qualquer pessoa acima de 13 anos pode utilizar a rede social.

Com uma trajetória muito rápida, o Facebook se tornou um dos maiores sites de relacionamento da internet.

Além disso, a rede deu a Mark Zuckerberg o título de jovem mais rico do mundo em 2008, com apenas 24 anos.

Mark recusou várias ofertas bilionárias feitas para compra do site quando o negócio começou a dar certo. E ainda transformou o Facebook num dos empreendimentos mais bem-sucedidos do mundo.

Curiosidades

Agora você já sabe a história de Mark Zuckerberg e como ele conquistou a fama. Confira a seguir 20 curiosidades sobre o jovem bilionário, criador do Facebook:

  1. Bar Mitzvah

Como Mark é de família judaica, é tradição da religião realizar um ritual de passagem para a vida adulta. No Bar Mitzvah, o garoto com 13 anos assume sua maturidade religiosa, passando a ter maiores responsabilidades na sua comunidade.

No rito estão envolvidos cantos e danças específicos. Além disso, o menino começa a se preparar um ano antes, estudando o livro sagrado do judaísmo. No dia do ritual o menino faz sua primeira leitura em público de um texto do livro.

Mark realizou seu Bar Mitzvah com a temática de Star Wars. Coincidentemente, seu aniversário é no mesmo dia do criador de Star Wars, Gerge Lucas.

  1. Daltônico

Daltonismo é um distúrbio visual, onde os cones oculares que são os responsáveis por diferenciar algumas ou todas as cores não funcionam.

Sua origem pode ser hereditária e ocorre mais em homens do que em mulheres.

Zuckerberg é daltônico para as cores verde e vermelho e identifica melhor a cor azul. O mais interessante disso é que o Facebook é azul em quase toda a sua totalidade devido ao problema dele.

  1. Esportes

Mark Zuckerberg não era um menino comum. Além de muito inteligente, ele não praticava os esportes “comuns” de seu país.

Mark praticava a esgrima, um esporte que exigem reflexos apurados e movimentos ligeiros. O esporte tem seus prodígios na Grécia e no Egito, no século XVI e com o tempo foi se aprimorando.

A esgrima ficou mais conhecida quando os gladiadores passaram a realizar apresentações. Até então, o ato era considerado um combate. Porém, com o passar do tempo foi perdendo as forças e passou a ser considerada exclusivamente como esporte.

Mark, no período de ensino médio, foi o capitão da equipe de esgrima do colégio

  1. ZuckNet

A primeira invenção de Mark foi o ZuckNet, aos 13 anos. Nele os computadores de sua família e do consultório de seu pai estavam conectados, podendo trocar mensagens.

Além disso, Mark criou vários jogos, como uma versão do jogo Risk e uma outra do jogo Monopoly, qual jogava em sua escola.

  1. Synapse

A primeira criação de sucesso dele foi o site Synapse, enquanto ele ainda estudava no ensino médio. Nesse site, os usuários geravam listas de músicas de acordo com o gosto musical de cada um.

O Synapse despertou interesse de muitas empresas. Inclusive a Microsoft, que chegou a oferecer alguns milhões pelo site, além de convidar Mark para trabalhar na empresa. O convite e a proposta foram recusados.

  1. Facemash

Outro site criado por Mark, já quando estava na universidade, foi o “Facemash”.

Esse aplicativo disponibilizava imagens para serem analisadas e votadas, conforme as pessoas achassem atrativa ou bonita a pessoa da foto.

O site não foi bem aceito pelos alunos e professores, sendo retirado da rede bem rápido.

Outra criação de Mark foi o Course Match. Esse site ajudava os estudantes na hora de escolher seus cursos e aulas dentro da universidade.

Os alunos podiam fazer suas escolhas como base no que outros alunos estavam optando.

  1. Facebook

Com a experiência que adquiriu com os aplicativos anteriores, em 2004 Mark Zuckerberg criou o “The Facebook”. Uma rede social que a princípio era para ser usada somente na universidade de Harvard.

Como o site foi bem aceito, foi liberado para utilização em outras universidades e posteriormente liberado para todas as pessoas acima de 13 anos.

  1. Poliglota

Mark sempre tirou boas notas na escola. Inclusive, ele lê e fala fluentemente seis línguas:

  • Inglês
  • Hebraico
  • Latim
  • Grego antigo
  • Francês
  • Mandarim

Ele passou a estudar mandarim por um motivo bastante especial: se comunicar com a família da esposa.

Isso porque, a família de Priscilla Chan é descendente de chineses que viviam no Vietnã e foram para os Estados Unidos refugiados.

  1. Família

Mark foi criado em Nova Iorque, nos Estados Unidos junto de três irmãs. Duas de suas irmãs são empreendedoras, assim como Mark e uma delas é pesquisadora.

Em 2004, Zuckerberg conheceu começou Priscilla Chan em Harvard e logo começaram a namorar. Priscilla é pediatra e de família chinesa.

Em 2012 os dois se casaram. No ano de 2015, o casal teve sua primeira filha: Maxima Zuckerberg. Em agosto de 2017 tiveram a segunda filha, August Chan Zucherberg.

10-Polêmicas

A criação do Facebook envolveu muitas polêmicas, principalmente devido ao fato de Mark ser acusado de ter roubado a ideia de outros estudantes de Harvard.

Esses estudantes afirmaram que contrataram Mark para programar a rede social “Harvard Conection” e ele roubou a ideia para implementar no Facebook.

Os estudantes denunciaram Mark na justiça, mas acabaram aceitando um acordo para retirar essa denúncia. Para isso acontecer, Zuckerberg pagou US$65 milhões para os estudantes.

Outra polêmica envolvendo Mark e o Facebook foi a “demissão” de Eduardo Saverin, Cofundador do site.

Mark traçou um plano para diminuir a participação de Eduardo na sociedade, para ter mais poder sobre o negócio.

Obviamente que Eduardo não gostou. Ele processou o Facebook e conseguiu que seu nome voltasse ao quadro de sócios da companhia.

Porém, Eduardo conseguiu manter apenas 5% das ações da empresa, o que em dólares era algo em torno de US$5 bilhões.

11-Livros

O livro preferido de Mark é Ender’s Game, que trata de um romance de ficção científica, escrito por Orson Scott Card.

Em 2013, foi criado um filme baseado no livro de Orson, chamado Ender’s Game – O Jogo do Exterminador.

10-Fortuna

Mark Zuckerberg é a 5º pessoa mais rica do mundo. Sua fortuna é de aproximadamente US$71 bilhões, de acordo com o ranking da revista Forbes de 2018.

Além disso, ele é o bilionário mais jovem do mundo. Sua fortuna foi conquistada através da criação e fama do Facebook.

Atualmente, Mark é dono do WhatsApp e do Instagram, além do facebook. Ele ainda investe na bolsa de valores com as ações da sua empresa.

13-Filantrópico

Com o nascimento de sua primeira filha, Mark e sua esposa divulgaram que iriam doar 99% de sua fortuna ao longo de suas vidas.

Para tornar isso real, eles criaram a Chan Zuckerberg Initiative, uma instituição filantrópica.

A organização apoia projetos de educação voltados para ciência e está localizada na Califórnia, em Palo Alto. De forma progressiva, Mark e Priscila farão suas doações ao instituto.

Em 2013, sua esposa Priscilla Chan doou quase 1 bilhão de dólares para uma instituição sem fins lucrativos. Isso fez com que ela fosse considerada a americana mais generosa do mundo.

14-Ídolo

Em entrevista, Mark disse que seu ídolo, desde a infância é Bill Gates. Ele também falou que sempre considero Gates como seu herói.

Bill Gates é o criador da Microsoft e hoje é o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em 98,4 bilhões de dólares.

15- Salário

Seguindo o costume dos magnatas do ramo de tecnologia, Mark Zuckerberg tem o salário de 1 dólar, depois que se tornou bilionário. Ele vive “apenas” com o dinheiro que recebe das ações do Facebook.

Grandes exemplos disso são Steve Jobs, finado fundador da Apple e também Bill Gates, fundador da Microsoft.

16-Filme

Além de ter um Site que lhe rendeu grande fortuna, Zuckerberg ganhou um longa-metragem. Em 2010, foi lançado “A rede social”, um filme dirigido por David Fincher.

A proposta do filme foi contar a história da criação do Facebook. Porém, o filme também parece ser uma biografia de Zuckerberg, pois é tem bastante foco na vida dele.

Mark falou que não iria assistir ao filme, mas acabou assistindo com seus funcionários.

Dentre seus comentários sobre o longa, Mark destacou o fato de terem acertado na escolha das roupas do personagem que o representava, mas também comentou que existiam vários erros no filme.

17-Roupas

Até 2009, Mark usava mais terno e gravata, a fim de demonstrar que é um empreendedor sério. Atualmente ele usa roupas mais casuais e padronizadas e suas camisas sempre tem ícones do Facebook.

Mark, mesmo sendo bilionário, já foi considerado uma pessoa malvestida por uma revista americana. A revista alegou que ele sempre usa as mesmas roupas: calça jeans e blusa cinza.

Em defesa, Mark alegou que não gosta de perder tempo com essas coisas e que prefere se concentrar no que realmente interessa.

18- TV

Um fato bastante curioso do bilionário é que ele não possui TV em casa. Mark diz que prefere ler ao invés de assistir.

Por isso, ele criou um “clube do livro” em sua rede social. Lá, ele compartilha uma resenha dos livros que leu e diz que seu objetivo é ler um livro por semana.

Dentre os livros que ele leu estão “Sapiens – Uma Breve História da Humanidade” e “O Fim do Poder”.

Mark sempre compartilha qual o livro que está lendo ou irá ler. Sempre que anuncia um novo livro no Facebook, o mesmo se esgota nas livrarias, tornando-se best-sellers.

19 – Criatividade

Mark Zuckerberg projetou e criou a aliança de casamento de sua esposa Priscilla. Ele fez o designer em um rubi, que foi avaliado em torno de US$25 mil.

Mark foi bastante criticado ao criar o anel. Muitos falaram que era muito simples e modesto para um bilionário dar de presente para sua futura esposa.

20 – Gostos preferidos

Você sabe quais são os gostos de Zuckerberg? Conforme consta no seu perfil, Mark gosta de minimalismos, fazer as coisas, quebrar coisas, eliminar desejos, fluxo de informação e revoluções.

Na música, Mark curtiu Lady gaga, Rihanna, Shakira, Daft Punk e Taylor Swift. Como ele não gosta de ostentar, possui um Acura TSX preto, carro que considera humilde, seguro e confortável.

Outras curiosidades

Mark Zuckerberg é bastante famoso, tanto por sua grande capacidade na área de programação, quanto por ser um dos bilionários mais jovens do mundo.

Existem muitas coisas que estão além disso tudo, confira algumas a seguir:

  • Mark tem aproximadamente 50 patentes em seu nome.
  • Em 2009 ele usou gravata o ano todo, para demonstrar que o Facebook tinha seriedade.
  • Já teve sua vida contada numa história em quadrinhos num gibi de 48 páginas.
  • Passou um ano comendo apenas carne de animais que ele mesmo tinha criado e abatido.
  • Em 2013 estipulou que iria conhecer uma pessoa fora do Facebook por dia.
  • No mesmo ano, ele obteve 99% de satisfação em uma pesquisa empresarial da Glassdor.
  • Teve uma participação nos Simpsons.
  • Sua citação preferida é: “Faça as coisas do modo mais simples possível, mas não simplista” criada por Albert Einstein.
  • Seus pais e suas irmãs são empreendedores.
  • Em 2017 Mark recebeu um diploma honorário de Harvard, ao dar um discurso para os formandos daquele ano.
  • Entre os anos de 2016 e 2017, o Facebook gastou cerca US$ 7,3 milhões em segurança de seu CEO.
  • Ele foi um dos primeiros usuários do Google+.
  • Em 2018 se dedicou a consertar os erros do Facebook.
  • Em uma entrevista, Mark afirmou que é professor de uma escola de educação secundária.
  • Atualmente Mark é vegetariano.

Mark Zuckerberg não conquistou tudo que tem hoje de forma fácil. Foi muito tempo investido, muita dedicação e persistência.

Atualmente o Facebook possui mais de 1,7 bilhões de pessoas conectadas.

No Brasil, mais de 45% da população tem uma conta na rede social. E a rede não para de crescer.

Em 2014 Mark adquiriu o WhatsApp, pagando US$19 bilhões pelo aplicativo. Mais tarde adquiriu o Instagram. Com isso, tornou-se dono das 3 principais e maiores redes sociais da atualidade.

Se hoje ele é famoso e bilionário é porque foi merecedor de tudo isso. Mesmo com polêmicas ao longo do caminho, muitas opiniões alheias e alguns desentendimentos.

Mark Zuckerberg é com certeza um dos maiores empreendedores de sucesso da atualidade.