Nunca se falou tanto em independência financeira como nos últimos anos, no entanto alcançá-la é quase um sonho. Para realizá-lo e ficar rico investindo na bolsa de valores não é difícil, veja como.

Dinheiro não brota do nada mas se for bem trabalhado ele gera lucro. No mundo todo, pessoas estão ficando ricas investindo na bolsa de valores.   

Os lucros no mercado de ações estão muito acima dos rendimentos mínimos que costumam oferecer investimentos como a poupança.

A verdade é que qualquer um pode investir na bolsa de valores e lucrar muito. Este fato só é desmentido por investidores muito conservadores, que não se arriscam.

Estude sobre o mercado

Antes de começar a comprar ações é preciso conhecer os agentes econômicos, as instituições e alguns termos da bolsa de valores.

De início, uma pesquisa na internet já é suficiente para encontrar informações relevantes para um investidor de primeira viagem.

Os agentes econômicos colocam dinheiro no mercado financeiro através do consumo, como o governo e as empresas por exemplo.

Existem também os órgãos reguladores, no caso a Comissão de Valores Mobiliários fiscaliza as atividades da bolsa de valores.

Algumas palavras muito usadas neste ramo precisam estar muito claras para quem pretende ficar rico investindo na bolsa de valores. Risco é uma delas, se refere a chance de algo dar errado e pode ser calculado estatisticamente.

A rentabilidade de um negócio varia de acordo com o risco, quanto maior o risco, maior o lucro.

A inflação e os juros são outros elementos decisivos para o rendimento de um investimento na bolsa de valores.

Aprenda tudo sobre investimentos

À primeira vista os índices vão parecer um pouco complicados, os nomes das empresas e o valor de suas ações não vão fazer sentido.

Mas para isso existem cursos e apostilas online, que existem justamente para esclarecer todas as dúvidas de novos investidores.

A Bolsa de Valores de São Paulo em parceria com a Bolsa de Mercadorias e Futuros, oferece cursos totalmente gratuitos.

O conteúdo dos cursos atende desde o investidor principiante até aqueles que já possuem uma carteira e querem diversificá-la.

A Fundação Getúlio Vargas também oferece uma plataforma digital com cinco cursos dirigidos a novos investidores. Os cursos são completamente online e ao final de cada um deles o aluno recebe um certificado de participação.

A diferença entre os cursos dessas duas instituições, é que na primeira também estão disponíveis cursos presenciais. Esses cursos são dados na sede da bolsa de valores, o local onde as pessoas investem para ficar ricas.

Use um dinheiro que não irá lhe fazer falta

Depois de aprender como se deve investir, é preciso separar o dinheiro que será usado para este fim.

Afinal a renda familiar não pode ser comprometida e gerar dívidas para aumentar os ganhos, é totalmente incoerente.

Manter o controle dos gastos mensais domésticos é uma atividade bastante simples e pode ser feita com uma simples planilha. Nela deve-se destacar duas colunas: uma para os ganhos fixos ou extras e outra coluna para as despesas.

Com essa disposição de dados será mais fácil visualizar no que se pode gastar menos dinheiro, fazer cortes de despesas. Desta forma uma nova coluna pode ser adicionada ao controle de gastos, uma coluna de investimentos.

Inicialmente o dinheiro economizado pode ser colocado na poupança mesmo, para depois ser dirigido para a bolsa de valores. Se o objetivo desejado é ficar rico, poupar é um bom início.

Escolha um destino e por que investir

Após dar os primeiros passos para ficar rico investindo na bolsa de valores, a caminhada vai precisar de uma meta.

Uma conquista que deve ser pesada em uma balança mental, para revelar sua real importância.

Ao mesmo tempo que se ganha muito dinheiro neste tipo de investimento, é possível gastar mais ainda de maneira equivocada.

Ficar rico é uma boa meta para estimular os investimentos na bolsa valores e em qualquer outro tipo.

Pessoas ricas possuem os melhores planos de saúde, cuidados que são de primeira necessidade para qualquer um.

Além de viverem em lugares melhores e mais seguros, ambos os benefícios aumentam muito a longevidade de um ser humano.

Quanto mais dinheiro uma pessoa tem disponível, maiores são as opções de investimento dela.

Assim quando as ações estiverem muito arriscadas, se pode comprar títulos de renda fixa, onde o risco é quase inexistente.

Escolha a corretora de preferência

As corretoras fazem a intermediação entre o investidor e a bolsa de valores, elas são agentes fundamentais para o sucesso.

Os funcionários de uma corretora seguem um código rígido, para assim oferecer um ambiente de extrema segurança para os investidores.

No Brasil existem muitas corretoras atuando na bolsa de valores, algumas delas são:

  • Rico foi fundada em 2011 trabalha com todos os tipos de investimentos no mercado financeiro
  • Clear faz parte do Grupo XP de corretoras, que ao todo possui mais de 981 mil clientes ativos.
  • Easynvest já esta há 50 anos no mercado financeiro. Tem um bom sistema de análise e controle de investimentos.
  • Toro Investimentos oferece simplicidade para investir, possui a carteira mais lucrativa do mercado e dá cursos para seus clientes. Além disso só cobra taxa em negócios na bolsa de valores se tiver ganho.

O trabalho das corretoras é facilitar a vida do investidor, dando a ele o suporte necessário para tomada de decisão.

Em hipótese alguma deve os ganhos de seus clientes para benefício próprios ou de terceiros, isso é considerado criminoso.

Aprenda sobre economia e como economizar

Manter o controle das finanças pessoais é muito importante para quem quer ficar rico investindo da bolsa de valores.

Afinal há momentos de tirar proveito do lucro e em outros o melhor é reinvestir para poder obter maiores ganhos.

Não é necessário ser um gênio das finanças para manter o controle dos gastos, só é preciso adquirir bons hábitos. Como o de consultar o saldo disponível para compras e preferir, sempre que possível, pagar à vista.

O Brasil tem a maior taxa de juros no rotativo do cartão de crédito da América Latina, 355% ao ano.

Quando uma pessoa quer adquirir um bem oferecem sempre alguma forma de parcelamento, é uma prática muito comum no comércio.

Em parte isso oferece uma sensação de conforto ao consumidor mas, é uma sensação que dura pouco. Porque a medida que se arrasta um parcelamento, o consumidor se dá conta dos juros que está pagando.

Por isso é bom pensar bem antes de se arrepender, saber se realmente vale a pena entrar em um consórcio. Ou por outro lado investir a longo prazo e com o rendimento comprar o carro ou casa à vista.

Invista nas ações corretas

Antes de finalmente começar a ficar rico investindo na bolsa de valores é bom adquirir aprendizado na área de finanças.

Depois conseguir dinheiro para começar por fim entra a corretora, dando o suporte analítico e técnico ao investidor.

Nas corretoras de pequeno porte um cuidado personalizado pode ser dedicado aos investidores, que são poucos. No entanto, as corretoras de grande porte, que lidam com uma gama maior de clientes, precisam ser mais ágeis.

Mesmo assim costumam atender em tempo recorde cada um de seus investidores. Também por possuir tantos clientes, seus ganhos altos permitem até dar privilégios como isenção de taxas em investimentos de renda fixa.

A escolha deve ser feita com cautela, mesmo que seja possível mudar de ideia depois, os danos podem ser irreversíveis. Ter o apoio de uma boa corretora ajudando a tomar as decisões corretas, é o que mantém o fracasso longe.  

Ficar rico e conhecer mais a bolsa de valores

A Bolsa de Valores de São Paulo é uma das 25 bolsas em atividade no Brasil e é a única que negocia ações.

Em 2008 se uniu com a Bolsa de Mercadorias e Futuros, e passou a negociar também opções.

As opções são procuradas pelos investidores mais experientes. Trata-se de promessas de preços que se manterão independente das variações do mercado ao longo de certo tempo.

Antes de se arriscar com as opções, é melhor ficar rico investindo em papéis de empresas com maior liquidez. Comprar papéis de uma empresa não torna o investidor dono dela, ele apenas passa a ter direito sobre lucros anuais.

Papel é um outro nome que se dá as ações, elas são pequenas frações do valor total de uma empresa. Já a liquidez se refere a facilidade de transformar os papéis em dinheiro, vendendo as ações.