Bill Gates é tido por muitos como um gênio, um visionário, alguém que acredita no poder que a tecnologia tem de melhorar nossas vidas. Neste artigo detalharemos sua trajetória.

O ano era 1975. Bill Gates e seu amigo Paul Allen, baseados apenas na demonstração de uma máquina, desenvolveram para ela o software Altair BASIC.

Isso culminou em uma parceria com a IBM, empresa responsável pelo computador, e essa parceria foi chamada de “Microsoft”. Poucos anos depois, essa mesma empresa foi a responsável pela criação do MS-DOS e do Windows.

O homem por trás da criação de uma das maiores empresas no ramo da tecnologia já chegou a ser considerado a pessoa mais rica do mundo.

Atualmente ele se dedica principalmente ao seu trabalho filantrópico, usando de sua riqueza. Veja tudo sobre Bill Gates nesse artigo.

Juventude e primeiros projetos

William Henry Gates III nasceu em 28 de outubro de 1955 em Seattle, King, Washington, veio de uma família de classe média. Filho do advogado William H. Gates e da professora universitária e diretora de bancos Mary Maxwell Gates.

Bill e suas duas irmãs, Kristanne e Libby Gates, frequentaram as melhores escolas particulares de Seattle. Aos 13 anos Bill entrou para a escola Lakeside, onde descobriu sua paixão por programação e computadores.

No mesmo ano ele programou seu primeiro software, um jogo da velha onde o usuário joga contra a máquina. Ele era reconhecido por seu talento e fez parte de outros projetos na época.

Gates foi chamado para ajudar na codificação do software que controlava o cronograma de aulas de sua escola durante o ensino médio.

Ele aproveitou essa oportunidade para modificar o cronograma de forma que ele participasse sempre de aulas com as garotas mais bonitas.

Um fato interessante é que Gates e outros estudantes da época, incluindo Paul Allen, foram banidos de usar um computador. Pois estavam usando de brechas no sistema (bugs) para ter mais tempo de uso sem pagar.

Posteriormente eles foram contratados para ajudar a empresa responsável a encontrar e resolver esses bugs.

Após terminar o colégio, Gates fez o exame SAT (Scholastic Aptitude Tests) e conseguiu nota de 1590 de um total de 1600.

Ele então foi para a universidade de Harvard, onde cursou direito, matemática e computação, até deixar a faculdade para criar sua própria empresa com Paul Allen em 1975.

Microsoft e sucesso empresarial

Após ler a edição de 1975 da Popular Electronics, que mostrava o Altair 8800. Gates contatou a MITS (empresa responsável pelo microcomputador).

Para assim dizer que ele e alguns de seus amigos estavam trabalhando em um interprete da linguagem BASIC para o sistema.

A verdade é que Gates e seu amigo Allen não tinham um Altair 8800 e não tinham escrito nada para ele.

Apenas queriam a atenção da MITS. Eles então tiveram a oportunidade de conhecer como o Altair funcionava.

Assim depois de ter observado em uma reunião, desenvolveram um emulador de Altair. No qual rodava em um minicomputador e lançaram o intérprete de BASIC.

O intérprete foi um sucesso e terminou em uma parceria com a MITS para distribuir o Altair BASIC. E também na contratação de Allen e Gates pela empresa.

Eles deram o nome da parceria de “Micro-Soft”, posteriormente renomeada para “Microsoft”.

O Altair BASIC era popular entre amantes de computadores, mas uma cópia estava sendo distribuída gratuitamente na comunidade.

Gates escreveu uma carta aberta em 1976 pedindo colaboração dos usuários. Ele sugeriu que se eles não pagassem nada pelos softwares o incentivo para programadores bons continuarem a fazê-los e mantê-los diminuiria.

As ideias de Gates não convenceram a maior parte dos amantes de computador, que continuaram copiando o produto. Mas ele continuou defendendo a ideia de que desenvolvedores de software devem exigir pagamento.

No ano de 1976 a Microsoft se tornou independente e seguiu desenvolvendo softwares de linguagem de programação para vários sistemas.

Parceria com a IBM e criação do Windows

A IBM, outra gigante da área da computação e tecnologia, se aproximou da Microsoft em 1980. Tinham a intenção de conversar sobre seu futuro lançamento, um computador pessoal para ser usado em casa, o IBM PC.

A IBM precisava de um sistema operacional para sua nova máquina. A Microsoft entrou em um acordo com a SPC, produtora do sistema operacional 86-DOS. Assim para se tornarem os licenciadores exclusivos do sistema, e posteriormente ela se tornou dona do 86-DOS.

Eles adaptaram o sistema para o PC e venderam para a IBM por US$50 mil.

Bill Gates fez a escolha de não vender os direitos de cópia do sistema para a IBM.

Pois acreditava que outras empresas de hardware copiariam o PC e iriam demandar pelo sistema operacional.

E foi exatamente o que aconteceu, fazendo com que as vendas do MS-DOS se multiplicassem. E assim fazendo com que ele fosse tão importante e reconhecido quanto as máquinas na época.

A Microsoft lançou a primeira versão do Windows em 1985 para competir com o sistema operacional da Apple. Porém não conseguiram popularidade por não ser algo completo, mas apenas uma extensão do MS-DOS.

O Windows 2.03 foi lançado em 1987, sendo mais popular que seu predecessor, trouxe melhorias na interface de usuário e gerenciamento de memória.

As versões seguintes do sistema otimizavam vários aspectos, buscando se tornar algo completo capaz de suprir todas as necessidades do usuário.

No entanto, o mais importante lançamento só veio anos depois, com o Windows 95, que trazia suporte a aplicativos 32-bit e uma interface orientada a objeto.

Administração de empresa e negócios

Da fundação da Microsoft em 1975 até o ano de 2006. Bill Gates foi o responsável pela estratégia de vendas e elaboração de produtos da Microsoft.

Ele era famoso por ser muito distante dos outros e ser difícil se comunicar com ele. Nunca atendia o telefone ou retornava chamadas.

Como um executivo, ele estava sempre presente em reuniões com administradores sênior e administradores de programa.

Segundo quem participava das reuniões, Gates combatia verbalmente os outros executivos, dizendo coisas como:

  • “Essa é a coisa mais estúpida que já ouvi! ”
  • “Por que não abandona essas suas opções e se junta à Peace Corps? ”.

Durante os primeiros anos da empresa, Gates era um desenvolvedor de software bastante ativo. Porém seu principal papel sempre foi como administrador e executivo.

Ele não esteve oficialmente em nenhum time de desenvolvimento desde o TRS-80 Model 100, mas mesmo assim ele se manteve interessado pelos detalhes técnicos.

Em 15 de junho de 2006 ele anunciou que iria abandonar sua rotina de dia-a-dia na empresa e passaria a se dedicar à filantropia.

Assim deixando os cargos de administrador diário para Ray Ozzie e de estratégia ao longo prazo para Craig Mundie.

Pós-Microsoft

De acordo com a Bloomberg Billionaires Index, Gates foi o bilionário que mais ganhou dinheiro no ano de 2013.

A maior parte de seus investimentos estão na Cascade Investment LLC, pela qual ele investe em inúmeros negócios dos mais variados tipos.

Em 2014, ele deixou o cargo de presidente da Microsoft para o de administrador tecnológico. Em uma entrevista feita em 27 de março de 2014, Gates deu sua opinião com relação a vários assuntos. Como mudança climática, caridade, a situação dos EUA. Em uma seção de perguntas e respostas no Reddit, Gates falou sobre sua preocupação com inteligências artificiais. E diz compartilhar do pensamento de Elon Musk com relação ao assunto.

Filantropia

Por influência dos trabalhos de Andrew Carnegie e John D. Rockefeller, em 1994 Gates doou parte da Microsoft para a criação da “William H. Gates Foundation”.

Já em 2000, ele doou U$5 bilhões para criar a “Bill & Melinda Gates Foundation”. Que foi identificada em 2013 como a maior e mais rica fundação de caridade do mundo.

Através desta mesma fundação, Bill Gates doou U$20 milhões para a Universidade de Carnegie Mellon. O dinheiro foi usado para a abertura do Gates Center for Computer Science, que foi inaugurado em 2009.

Gates credita a sua generosidade e filantropia à David Rockefeller, sendo essa sua principal influência.

Ele já se encontrou com David várias vezes, acompanhado de seu pai. Em 2007, Bill e Melinda Gates foram o segundo casal filantropo mais generoso dos Estados Unidos, tendo doado mais de U$28 bilhões. A intenção do casal é de um dia doar 95% de sua riqueza para a caridade.

A fundação é organizada em quatro áreas:

  • Divisão de Desenvolvimento Global
  • Divisão de Saúde Global
  • Divisão Estado Unidense
  • Divisão de Policiamento
  • Advocacia Global.

A fundação apoia o uso de organismos geneticamente modificados. E patrocinam o Instituto Internacional para Pesquisa do Arroz no desenvolvimento do ‘Arroz de Ouro”.

Bill e Melinda disseram que pretendem deixar U$10 milhões para cada um de seus três filhos, um valor consideravelmente baixo levando em conta o enorme patrimônio da família.

Se todo o resto do dinheiro fosse para a caridade, a família teria doado 99,96% de sua riqueza.

Água poluída em água potável

Em 9 de dezembro de 2010, Bill Gates, Melinda Gates e Warren Buffett assinaram um documento chamado The Giving Pledge. No qual eles atestam que até o final de sua vida de caridade terão doado ao menos metade de sua riqueza.

Eles foram inspirados pelos atos da família Salwen, que vendeu sua casa e doou metade de toda a sua riqueza para a caridade, como detalhado no livro “The Power of Half”.

Em 1999, Gates doou U$20 milhões para o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Dinheiro usado na construção de um laboratório computacional chamado William H. Gates Building.

Apesar de a Microsoft já ter oferecido doações ao instituto, essa foi uma doação vinda particularmente de Bill Gates.

Desde 2005, Gates e sua fundação tomaram interesse em resolver os problemas de saneamento global.

Para chamar atenção para esse problema e suas possíveis soluções, Bill Gates bebeu água que foi “produzida a partir de fezes humanas”, em 2014.

Na verdade, a água havia passado por um processo de purificação, nomeado “Omni-processor” pela própria Bill & Melinda Gates Foundation, para se tornar potável.

Em novembro de 2017 Gates afirmou que doaria U$50 milhões para a Dementia Discovery Fund, que busca tratamento para a doença de Alzheimer.

Ele também disse que doaria o mesmo valor para startups que fizessem pesquisas sobre a doença.

Críticas

Ele foi acusado pela Los Angeles Times, em 2007, de financiar empresas que pioram a pobreza.

E que causam poluição, companhias de fármacos que se recusam a vender seus produtos em países em desenvolvimento.

Em resposta à isso a empresa disse que reanalisaria seus investimentos para assegurar sua responsabilidade social, mas a análise foi cancelada.

O programa Gates Acadêmicos do Milênio foi criticado por Ernest W. Lefever. Por motivo de excluir estudantes caucasianos. O programa é administrado pela United Negro College Fund.

Gates doou R$50 milhões para apoiar a UNAIDS a realizar a circuncisão em massa de homens na região da Zâmbia e Suazilândia.

Casamento

Bill Gates se casou com Melinda French em um tour de golfe na ilha Havaiana de Lanai em 1 de janeiro de 1994. Ele tinha 38 anos e ela 29.

O casal teve três filhos e eles residem na mansão de Xanadu 2.0, localizada no Rio Washington, Medina, Washington. O valor estimado da casa é de U$125 milhões.

Sua esposa, Melinda, trabalhava para ele. Ela entrou na Microsoft em 1986:

“Oh, meu Deus. Eu preciso trabalhar nesta empresa. Eles estão mudando o mundo. E se eu conseguir uma proposta, não há a menor possibilidade de eu recusá-la”.

Bill a conheceu em uma reunião de vendas. Apenas uma semana depois ele a chamou para sair.

Para garantir privacidade no dia de seu casamento, ele alugou todos os quartos do Manele Bay Hotel, no Havaí. Além disso, com medo dos paparazzi sobrevoando o evento, ele alugou todos os helicópteros de Mauí.

O casal é mundialmente reconhecido por seu trabalho filantrópico, recebendo prêmios e homenagens de vários países e instituições.

Vida pessoal

Gates comprou o Codex Leicester, uma coleção de estudos científicos de Leonardo da Vinci, em 1994, por U$30,8 milhões.

Gates empresta o documento para museus o exporem de vez em quando. Ele é um leitor ávido, e sua casa tem uma enorme biblioteca com uma frase retirada de “O Grande Gatsby” escrita no teto.

Em 2006, Bill Gates disse que não gostava de ser o homem mais rico do mundo, por conta da atenção que isso trazia para ele.

Ele ficou no topo da lista da The World’s Billionaires 18 vezes nos últimos 23 anos.

Em uma entrevista dada à BBC, Gates disse:

“Eu já paguei mais impostos do que qualquer outro indivíduo jamais pagou, e felizmente, foram mais de U$6 bilhões no total. ”

Ele é um defensor do aumento da taxação, especialmente para os mais ricos.

Outros investimentos

Cascade Investments LLC, uma companhia privada de investimento e colocação de capital. Com sede nos Estados Unidos, controlada por Bill Gates e localizada em Kirkland, Washington;

  • bgC3

Uma nova empresa think-tank fundada por Gates Corbis, uma empresa de licenciamento e direitos de imagem digitais

  • TerraPower

Uma empresa de design de reatores nucleares

  • Eclipse Aviation

Uma manufaturadora de jatos leves, Gates investe nela desde o começo do projeto

  • ResearchGate

Um site de network social para cientistas. Gates participou em um round de financiamento de U$35 milhões junto com outros investidores.

Billga Gates e sua obras

Bill Gates escreveu dois livros:

  • A Estrada à Frente (The Road Ahead)

Junto com o executivo da Microsoft Nathan Myhrvold e o jornalista Peter Rinearson. Foi publicado em novembro de 1995.

O livro sumariza as implicações da revolução dos computadores pessoais e descreve um futuro profundamente alterado pela chegada supervia de informação global.

  • Negócio @ Velocidade do Pensamento (Business @ the Speed of Thought)

Foi publicado em 1999 e discute como negócios e tecnologia estão integrados. Mostra como infraestruturas digitais e redes de informação podem ajudar a chegar a uma borda na competição.

Bill Gates aparece nos documentários:

  • The Machine That Changed the World (1990)
  • Triumph of the Nerds (1996)
  • Nerds 2.0.1 (1998)
  • Waiting for “Superman” (2010)
  • The Virtual Revolution (2010).

E em alguns filmes:

  • Pirates of Silicon Valley (1999) (Piratas da Informática)

Um filme que mostra a ascensão da Apple e da Microsoft, onde é interpretado por Anthony Michael Hall

  • Nothing So Strange (2002)

Um mockumentary que retrata o assassinato fictício de Bill Gates. Ele aparece no começo, interpretado por Steve Sires.

  • The Social Network (A Rede Social) (2010)

Que conta a história do desenvolvimento do Facebook, onde ele é interpretado também por Steve Sires.

  • Steve Jobs vs. Bill Gates:

A Competição Pelo Controle dos Computadores Pessoais, 1974-1999 (2015). Original do canal National Geographic para a série de Gênios Americanos.

Na rádio, ele aparece como convidado no BBC Radio’s 4 em 2016, onde fala sobre seu pai, Steve Jobs, sua esposa, o começo da Microsoft e alguns de seus hábitos.

Legado

Desde 1987 Gates é incluso na lista de Bilionários do Mundo da Forbes. E foi o mais rico de todos de 1995 à 1996, de 1998 à 2007, 2009.

Vem sendo o primeiro lugar desde 2014. Ele foi o primeiro colocado na lista de 400 Americanos mais Ricos de 1993 à 2007, 2009 e de 2014 à 2017, quando perdeu sua posição para Jeff Bezos, criador da Amazon.

Ele foi eleito pela revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes do século 20. Assim como uma das 100 pessoas mais influentes de 2004, 2005 e 2006.

Ele e sua esposa também já foi nomeado como Pessoas do Ano pela mesma revista, por conta de seus esforços humanitários.

Em 2006, ele conseguiu a oitava colocação na lista de Heróis do Nosso Tempo.

Foi nomeado CEO do ano pela Chief Executive Officer’s Magazine em 1994, primeiro lugar na “Top 50 Cyber Elite” da Time em 1998.

Número dois na Upside Elite 100 em 1999 e foi reconhecido como uma das “100 pessoas mais influentes na mídia” pelo The Guardian, em 2001.

Em 1999 recebeu a Medalha de Presidente do Instituto de Tecnologia de Nova Iorque.

Assim como doutorados honorários recebeu de:

  • Nyenrode Business Universiteit, Breukelen, Holanda, em 2000
  • KTH Instituto Real de Tecnologia, Estocolmo, Suécia, em 2002
  • Universidade Waseda, Tóquio, Japão, em 2005
  • Universidade de Harvard em 2007, Universidade de Cambridge em 2009.

Reconhecimento e prêmios

Em novembro de 2006, ele recebeu o Cartaz da Ordem da Águia Asteca, junto com sua esposa Melinda que recebeu uma insígnia da mesma ordem.

Como recompensa por seus trabalhos filantrópicos na área de educação e saúde, em especial no México, através do programa “Un país de lectores”.

Recebeu em 2010 o Prêmio Bower por Liderança em Negócios do Instituto Franklin por suas conquistas na Microsoft e trabalho filantrópico.

Também em 2010 ele foi honrado com o Prêmio Búfalo Prateado pelos Garotos Escoteiros da América por seu serviço na juventude.

Em 2006 ele recebeu o prêmio Humanitário Global James C. Morgan da Tech Awards. Em 2015 recebeu com sua esposa o Padma Bhushan, prêmio indiano por seu trabalho social no país.

Recebeu de Barack Obama em 2016, junto com sua esposa, a Medalha de Liberdade Presidencial por seus esforços filantrópicos.

Também em 2016 receberam o prêmio Legião da Honra de Fraçois Hollande, o maior prêmio nacional francês. A mosca Eristalis gatesi foi nomeada “Mosca Bill Gates” em 1997 em sua honra.

Fatos curiosos

• A primeira empresa de Gates foi criada com seu amigo Paul Allen, ainda adolescentes. Se tratava da Traf-O-Data, que analisava o tráfego de dados para uma estrada em Washington

• Gates já foi preso duas vezes por infrações de trânsito, uma em 1975, por dirigir em alta velocidade e sem carteira, quando tinha 19 anos, e a outra, dois anos depois, em 1977, por também estar sem carteira

• Bill Gates fez seu primeiro bilhão em 1987, quando tinha apenas 31 anos. Isso lhe rendeu o título de bilionário mais novo do mundo na época

• Ele achava que manter apenas um cartão de ponto de seus funcionários não era suficiente para monitorar a frequência deles na empresa

Então memorizava a placa do carro de cada um deles, para saber quando entravam e quando saíam do trabalho. Ele eventualmente parou com isso quando a Microsoft se tornou uma grande empresa

• Bill Gates recebeu, em 2005, o título de cavaleiro honorário das mãos da rainha Elizabeth, da Inglaterra, por seu trabalho caridoso e suas conquistas na área da tecnologia

• Segundo ele mesmo, se pudesse escolher um superpoder, seria o de “mais energia”.

De acordo com Gates: “sem energia, os mais pobres ficariam presos no escuro, sem ter acesso aos benefícios que ela pode proporcionar.

• Quando quer andar por lugares abertos sem ser percebido, Gates usa uma técnica antiga: a de colocar um boné. Ele afirma que muitas pessoas têm dificuldade de reconhecer ele de boné, tornando efetiva a tática.

Deixe sua Dúvida ou Comentário Abaixo: