Posts tagged loja virtual

Dropshipping nacional: O que é?

Falaremos no post de hoje tudo sobre Dropshipping Nacional.

Pense em uma marca muito famosa do nosso mercado, aquela que todos almejam, mas poucos possuem, pensou? Ok, continuamos!

Agora imagine que você entrou em um e-commerce de sua preferência e precisa muito adquirir uma geladeira. Então começou o seu garimpo atrás do melhor custo x benefício.

Então depois de muita pesquisa, muitas marcas e ofertas… Você finalmente encontrou o eletrodoméstico daquela marca que você tinha lembrado, que é o sonho de todo mundo.

Gostou do modelo e do valor e a comprou, simples como você já está habituado. Esperou o prazo pré-determinado para a chegada.

Chegou o grande dia, escutou a buzina do caminhão. Quando você abriu a porta de sua casa se assustou, o caminhão não era da loja do e-commerce e sim da indústria!

Uma marca tão famosa entregando diretamente para você? Que chique né?

Então você se questiona, como isso é possível?

Você pensou tão alto que o motorista do caminhão escutou e lhe disse;

“É dropshipping nacional, moça! ” Não adiantou nada, mas você concordou com o motorista antes de ele ir embora, porém foi correndo pesquisa o que é dropshipping nacional?

Um exemplo para explicar;

Você vai abrir sua tão sonhada loja, perde o sono a noite de tamanha felicidade, prepara toda a estrutura, gasta horrores para deixar tudo conforme a música, contrata funcionários, paga impostos, alvarás para lá e alvarás para cá!

Faz tudo que a extensa legislação brasileira exige, somente para poder abrir sua loja, seja ela gigantesca ou pequena.

Depois vem a inauguração, as novas metas, vendas, comissões, movimento ruim, contas atrasadas, e os primeiros fios de cabelo caindo!

Outros comércios:

Você sai da sua loja, já está extremamente estressado, precisa relaxar! Passa em frente a uma pequena sala comercial, com muitos banners de produtos, que até mesmo você vende.

Você nota que até é bem mais barato que os seus, dentro da sala há apenas uma pessoa uma mesa, cadeira e um computador.

Você resolveu voltar com dúvida do que viu? Ufa! Ainda bem!

Por que poderia ser pior no estado de nervos que se encontra se descobrisse a verdade.

A verdade é que ele não tem estoque e vende muito mais que a loja, que tem!

Eu vou explicar como isso é possível, a novidade está revolucionando a ideia de ter uma loja física, e nem é tão novidade existe desde 2006, não importa o segmento, seja ela de eletrodomésticos, eletrônicos, vestuário e até de cursos.

Mas como é possível não ter nadinha dentro dela e assim mesmo poder vender muito?

Dropshipping! Estoque na fonte de origem, tão simples que nem parece real, mas é e muito lucrativo! E já está presente no Brasil!

Mas o que realmente é Dropshipping?

Dropshipping é um novo conceito criado para a logística, iniciou em 2006, na China, em parceria do maior site de criação de e-commerce, o Shopify e a gigante asiática Ali Express.

A Shopify possui mais de 140 mil usuários e fatura 580 milhões por ano, é considerada uma das plataformas mais seguras.

Em seu sistema possui todo apoio técnico de diversos profissionais, desde a confecção do seu site com diversos design para incrementar sua página, nas criações de marketing, estratégia de venda, nichos a atingir, e pôr fim a finalização da venda.

Possui sua própria plataforma de vendas, não terceirizar a cobrança, isso lhe deixa com ainda maior credibilidade nas transações e armazenamentos de dados, pois não fica pulando de página para página, tudo fica fechado como em um cofre!

Entre seus aplicativos, a Shopify disponibiliza o Oberlo, que é uma plataforma dentro do site, que é especializada em Dropshipping.

A Oberlo proporciona velocidade na publicação, ela é parceira exclusiva da Aliexpress, então você pode publicar diretamente o item da empresa no seu e-commerce.

A Dropshipping consiste em usar o estoque de origem, ou seja, o e-commerce é o vendedor do produto. Mas não tem estoque, depois de finalizado, é gerado o pedido para a fábrica ou unidade de venda da empresa, chamada também de Dropshipper, e a indústria será a responsável pela entrega.

Assim o diversos custo de estocagem terminam, pois, a indústria também pode trabalhar por demanda de pedidos, reduzindo os custos desde o início reduz no preço final, é facilidade e benefício para todos.

O Dropshipping é seguro?

É muito, pois o site te dá garantias, se o produto não vem certo ou com avarias, o proprietário do e-commerce é o responsável por entrar em contato com o fornecedor para realizar as devidas trocas.

A Shopify por exemplo, utiliza certificado que a Casa Branca utiliza, como PCI de nível um e Criptografia SSL, então todas as transações são de mais alta segurança.

Cuidados que devem ser tomados:

Quem deve ter um pouco de cuidado, são os proprietários das lojas virtuais, não compartilhe qualquer produto, veja a procedência, as indicações, leia os feedbacks e se possível entre em contato para saber sobre alguma novidade ou até mesmo dica.

Muitas empresas no mundo disponibilizam gratuitamente, via internet, treinamentos sobre os produtos que vendem, basta você encontrar o certo.

Há sim, na sua grande maioria empresas sérias, mas como na vida real, longe do virtual, há pessoas de baixa índole, que podem ter más intenções, então faça uma pré-avaliação antes de iniciar seu negócio.

Uma das principais vantagens da internet é o feedback, que fica salvo, lhe protegendo em todos os aspectos jurídicos.

Te salva também de deixar uma empresa ruim esconder seus erros, então sempre de olho sobre o que entregaram, se nenhum usuário reclamou, ou algo do gênero, foco!

E para você empreendedor reduz a gigantesca dor de cabeça de ter um estoque, não haverá os custos altíssimo de manutenção para manter algo guardado.

Sem falar na possibilidade de não vender, de perder um produto, nessa modalidade se o produto não vender no e-commerce você troca por outro, simples e rápido.

Talvez uma das poucas desvantagens se não for a única é o lucro, nessa modalidade você ganha um valor sobre o preço de venda.

Se você comprasse como um atacado ou varejista os lucros seriam maiores, mas avaliando o Dropshipping nacional pode-se concluir que uma loja física não teria vantagem em relação aos lucros.

Custos com lojas físicas

Pois no Brasil a alta carga tributária e as diversas solicitações de alvarás, de segurança e custo altíssimos com funcionários acabariam com esse lucro extra.

Mas mesmo que o lucro seja menor comparado a uma loja física, ele vem quase que de graça, o único esforço é os cliques que você dará atrás de novos clientes!

O que é Dropshipping nacional?

O Dropshipping nacional é exatamente igual ao mundial, porém é no Brasil (simples né?).

Mas não é só isso, como a força da internet, principalmente quando se fala em e-commerce está situada na parte norte do planeta, é devagar a expansão no Brasil, e como as opiniões alheias de influenciadores, acabou por deixando o mercado em estado de desconfiança

Muitos afirmaram que no Brasil o mercado não funciona, que as empresas só querem lhe enganar, mas essa não é verdade.

Hoje temos um nicho que cresce constantemente, e não dá impressões que irão desistir.

O grande erro dos lojistas virtuais é se jogar em qualquer um, sem avaliar se a loja tem condições de fazer a sua entrega, se ela realmente é uma Dropshipper, se ela tem preço diferenciado para essa revenda.

Se a empresa se enquadra nesses requisitos, observe as publicações que ela tem disponível para você, se possui boas imagens dos produtos e uma boa descrição, pois é ela que você irá compartilhar.

É muito importante conferir se os produtos são originais, se não falsificados ou as chamadas réplicas.

As réplicas também são falsificações, que por sinal é crime!

Se você já possui seu e-commerce é só compartilhar e divulgar, você pode utilizar das diversas redes sociais para atrair esse tráfego.

Crie também instagram, os usuários adoram olhar ao invés de ler, facilite para seu consumidor.

Um canal de comunicação como WhatsApp ou youtube é uma boa escolha, seus clientes podem compreender melhor o que estão comprando e também fazer perguntas, tirar dúvidas.

Dropshipping e lojas de grande nível: Faça sua parceria!

Hoje em nosso território contamos com diversas lojas, citarei algumas para você ter base por onde começar e compreender o que é dropshipping nacional.

Magazine Luiza e Americanas.com são dois exemplos que utilizam o Dropshipping e deixam muito explícito isso, quando você entra nas lojas virtuais de ambas, as duas disponibilizam uma infinidade de produtos.

Como funciona o dropshipping:

Quando você seleciona o produto que deseja, abre-se uma nova tela, no próprio site, mostrando de qual fornecedor você deseja receber o produto, às vezes um produto tem de 3 a 5 fornecedores perto de você.

Cada fornecedor disponibiliza o seu valor, mas o site publica o valor mais baixo, mas a diferença está na entrega, ela pode variar, de frete grátis, até altos valores se o fornecedor estiver mais longe.

Por exemplo, se você vai comprar uma cadeirinha veicular para seu filho, ela custa, digamos, R$ 300, o fornecedor A é o que ofertou o melhor preço logo ele já está marcado como escolhido, porém o frete dele é de R$ 80.

O fornecedor B, tem o mesmo produto por R$ 320, mas o frete é 70. E o fornecedor C tem o produto por R$ 450 e o frete é grátis.

Mesmo o frete do segundo sendo o mais barato e o terceiro grátis o primeiro continua sendo o melhor custo x benefício.

Notamos que elas trabalham com Dropshipper, mas se você é um grande investidor e deseja entrar nesse negócio, mas pelo lado do fornecedor, também é uma alternativa.

Empório Bags é outra empresa na modalidade Dropshipper, ela é fornecedora de bolsas, carteiras, cintos e mochilas, envia para todo o Brasil e pode ser um importante aliada no seu e-commerce.

Você pode criar uma grande loja de roupas e acessórios. A Empório Bags seria uma estratégia para participar de seu projeto. É necessário que você entre em contato e veja as condições para essa parceria.

Imagem folheados é uma loja do segmento de brincos, anéis, pulseiras, relógios, folheados a ouro, também participa do sistema e é mais uma opção.

Prós e Contras do Dropshipping nacional!

Sobre valores, é uma vantagem gigantesca, o investimento é muito baixo. Estima-se que em média se gaste de R$ 50 a R$ 80 em uma loja virtual enquanto em uma física o mínimo é cinquenta mil reais, somente em produtos!

Além disso você extingue o risco por perdas, pelo tempo, roubos ou outros, e na loja virtual não.

Em relação ao contra, você pode trabalhar com diversos fornecedores, certamente disponibiliza para seus clientes diversas opções, mas pode ter problemas com prazos de entrega dependendo do processo de cada empresa.

Pois cada uma tem seu tempo e suas políticas. Então é importante você ter todas as informações claras, com seus fornecedores e para seus clientes.

Outra vantagem é que você pode oferecer seus produtos quase que instantaneamente já que não precisa esperar que cheguem. Já a loja física tem que aprovar a compra pela matriz, esperar a fabricação, o caminhão, e isso sem contar quando falta no estoque!

Já um problema que você pode enfrentar é a falta de informações de seus produtos. Pois os fornecedores nem sempre se preocupam, uma boa pesquisa pode ajudar a solucionar isso.

Os riscos são muito baixos, produtos que não venderem pode ser rapidamente substituído já nas lojas físicas. As promoções e o limpa loja é a única solução para vender o que não saiu.

A loja física tem uma vantagem, no seu controle de estoque, com os vários tipos de seus sistemas.

Rapidamente confere quantos itens ainda tem disponíveis para vender.  E já no e-commerce da modalidade Dropshipping você só poderá saber se um produto se esgotou quando algum cliente finalizar uma compra e o sistema indicar que não há mais nada disponível no estoque.

O controle é do fornecedor e é bem difícil você ter acesso a essa informação.

Startup de Dropshipping vence prêmio!

Estar entre os melhores já lhe coloca uma gigantesca credibilidade no mercado. Mas ser a mais reconhecida, a número um, é certamente o caminho do sucesso.

A instituição ABCOMM (Associação Brasileira de comércio eletrônico) criou o prêmio anual ABComm de Inovação Digital. A vencedora desse ano foi a startup mineira Midhaz.

A Midhaz traz para seus usuários, mais facilidades e segurança, ela usa o Dropshipping.

O usuário cria sua loja virtual e tem disponível uma infinidade de clientes que a própria Midhaz fechou parceria. Então você já tem uma vantagem em relação a isso.

Você não precisa garimpar e fazer um levantamento quase que de detetive sobre a empresa, se ela é idônea ou não.

A Midhaz segue toda a ideia de criação de e-commerce, segue a filosofia do Dropshipping. Na qual o usuário, vende e o fornecedor entrega, opa! Mas na Midhaz não é bem assim!

A Midhaz é a responsável pela entrega, e ela mesmo realiza os pagamentos para fornecedor e vendedor. Criando credibilidade para o sistema e fortificando o Dropshipping nacional.

Já sabemos que o estilo de vendas “drop” está em um crescimento incrível. Porém por casos de falta de confiança entra revendedores e fornecedores. Muitos empreendedores desistem de seguir nessa modalidade.

Qual o valor para se cadastrar na Midhaz?

Para se cadastrar na Midhaz o usuário precisa investir R$ 49,90 até R$ 699,00. Dependendo de sua necessidade e interesse de investimento. Mas você já inicia um bom e-commerce com o pacote simples.

Já se você é fabricante, no Midhaz você não paga nada e tem seus produtos disponibilizados para milhares de usuário. Outra vantagem para o proprietário de loja virtual é que tem acesso a mais de mil produtos e tudo com preço de atacado. O que lhe rende mais lucro!

O crescente número no setor pode tem como resultado a crise no país. O empreendedorismo forçado acontece quando falta oportunidades básicas.

Segundo o levantamento do Sebrae, foram criados, nos últimos 3 anos mais de 11 milhões de empresas. E se você pode criar uma loja virtual, com baixo custo de investimento no seu desenvolvimento e zero de gastos com estoque. Porque não arriscar nesse moderno mercado?

De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), ela possui mais de 4 mil associados. Os campeões desses números são minas gerais e são Paulo com 9% e 32%, respectivamente, dos 4 mil filiados.

Há também empresas especializadas em importar da China seus produtos e se tornarem fornecedores através da modalidade Dropshipping.

É uma boa escolha para quem quer vender itens diferentes e modernos, e também seguro. Pois além de grandes prazos para as entregas vindas do outro lado do mundo, em média 60 dias. Há um risco de comprar produtos que você não tem como ganhar garantia de opinião.

Você só precisa escolher a que mais lhe agrada.

Vale a pena investir seu tempo em Dropshipping nacional?

Não, nunca mal investimento e sim mal planejamento!

O valor a ser colocado nesse mercado é baixo em comparação a qualquer investimento que possa ser feito no Brasil.

Além de que qualquer tipo de ramo que você deseja iniciar, você terá que constituir um CPNJ.

CNPJ significa cadastro nacional de pessoa jurídica.

Sem falar nos impostos, as solicitações, regras e uma infinidade de coisas a se fazer. Como aluguel de sala, compra de insumos, compra de estoque, contratação de funcionários.

Todos esses valores são incomparáveis quando o assunto é e-commerce. Pois dependendo do local onde fará sua plataforma o custo pode ser até reduzido.

Shopify e Midhaz são exemplos para esse segmento. A Shopify Brasil está em alta. A plataforma Canadense possui suas versões para diversos países e não poderia deixar o Brasil de fora.

No Shopify Brasil o cadastro não leva mais de 5 minutos. Você ganha 14 dias gratuitos para você conhecer, desenvolver e começar a vender na sua e-commerce. Na barra lateral você encontra diversas opções para interagir com sua loja.

Você pode acompanhar seus pedidos, cadastrar novos produtos para sua venda. Mas esse item não é Dropshipping, esse é a venda normal de e-commerce. Onde você é o responsável pela entrega, seja pessoal ou através de transportadoras, até mesmo pelos correios.

Há uma opção interessante é o cadastro de clientes. Depois que um usuário faz uma compra ele a adiciona nessa área. Assim você pode ver o histórico de seu cliente e planejar uma nova venda de algo do interesse dele.

Redes sociais dos clientes:

Você pode fazer um trabalho de detetive e descobrir alguma rede social desse cliente. Ou pedir para ele através de um chat, oferecendo de bonificação algum e-book gratuito.

A opção do Analystic também está disponível para você poder acompanhar os dados de sua ecommerce. Tal como vai o desempenho, o que as pessoas estão acessando. Ferramenta importante para criar estratégias em cima de resultados já obtidos.

Você pode criar descontos e promoções, um importante aliado para agregar tráfego ao seu site.

O que é Oberlo?

Mais de 85% do usuário utilizam os aplicativos do site. Como o Oberlo por exemplo, você precisa ativá-lo para usufruir de suas qualidades.

O Oberlo é um aplicativo de Dropshipping. Que está disponibilizado em uma versão completa para 30 dias depois você tem que investir para continuar.

Já outra opção é a Midhaz, que é Brasileira, filha da terra de minas gerais. Criada exclusivamente para o Dropshipping brasileiroá . Há muita controvérsia entre empreendedores.

Pois muitos acreditam que a importação é perigosa e não lucrativa, assim como a dropshipping, mas a Midhaz revolucionou isso.

Ela bateu no peito e disse;

“Então, eu assumo as responsabilidades! ”

Ação que fez a empresa se tornar um sucesso, pois assumiu os pagamentos tanto para fornecedor como para revendedor.

Isso facilitou as transações. Já que o conceito ganhou a fama (apenas no Brasil por influenciadores sem fundamento), de que o serviço não era seguro. Pois dependia da índole de quem o entregaria.

Assim com a responsabilidade nas mãos, e empresas muito corretas cadastradas no seu portfólio de produtos. Pois criou uma credibilidade incrível e garantiu segurança a todos.

Criou uma lista de mais de mil produtos, todos com procedência confiável e com preço de atacado (para o lojista revender). Portanto aumentando assim os lucros, gerando mais interesse para quem investe.

Lembrado que a Midhaz é uma jovem startup que melhorou ainda mais o sucesso do estilo. E fundamentou como excelente negócio o conceito de Dropshipping Nacional.

Vale muito a penas investir nesse ramo lucrativo e com um projeto de futuro brilhante!

 

O que é sublimação de camisetas?

Descubra no post  de hoje tudo sobre sublimação de camisetas:

O mercado está em constante expansão, e não cessa de crescer, os números de vendas dos e-commerce anima qualquer novo investidor e os mais antigos também.

Porém há um nicho do mercado que ganha destaque nesse crescimento, o de sublimação de camisetas, além da enorme procura pelos personalizáveis, novos investidores estão apostando nessa área, mas antes de investir, você deve se questionar.

Então apresentaremos a seguir cinco perguntas básicas para você tirar o projeto do papel, são elas;

1-O que é sublimação de camisetas?

2-Como funciona a sublimação de camisetas?

3-Qual a segurança de investir em sublimação de camisetas?

4-Para quem vender camisetas sublimadas?

5-Enquanto tempo conquistarei o retorno financeiro?

Nesse artigo lhe darei as melhores dicas para você iniciar esse lucrativo negócio!

O que é sublimação de camisetas?

Você certamente deve lembrar de algum natal ou aniversário que você finalmente ganhou de presente da sua avó, aquela camiseta que era a moda do momento.

Você a exibia com orgulho, desfilava entre os amigos para mostrar a conquista, porém, na primeira vez que sua mãe foi lavá-la, se soltou uma pontinha do seu personagem preferido, tudo bem, não é nada você pensou.

Mas aí ela sujou mais vezes e mais lavadas foram necessárias, resultado, sua linda estampa se soltou parecendo areia seca e rachada. Isso é culpa da sublimação por transfer!

Vamos começar a entender o que é sublimação de camisetas, mas primeiro o que são os tecidos?

Existem diversos tipos de tecidos que se enquadram em duas categorias, os sintéticos e os naturais.

Os naturais têm a matéria prima de três origens, mineral, animal e vegetal, são macios, respiram. Ou seja, permitem que o ar passe por eles, amassam com mais facilidade pois possuem uma maleabilidade natural. São mais resistentes na questão de serem tão inflamáveis.

Portanto não tem químicas, logo não serve, se estiverem em 100% de sua composição, para sublimação, pois não aceitam o tingimento da sublimação. Mas podem ser utilizadas se estiverem com 60% de composição de tecidos sintéticos. Os mais conhecidos são algodão, seda, cetim.

Já os tecidos sintéticos são de origem química, de células da celulose e de origem petroquímica, não são macios e impedem a respiração da pele. Sendo naturalmente mais  quentes.

Eles não amassam, digamos que são plásticos em forma de pano, são resistentes, mas não à altas temperaturas. Logo deve se tomar devida precaução na temperatura das prensas, quanto mais puro estiver em suas composições mais servem para sublimar.

Mas afinal o que é sublimação de camisetas?

Sublimar nada mais é que passa do estado sólido para o gasoso.

Ou seja, a máquina de sublimação prensa a folha da imagem contra o tecido em uma alta temperatura a tinta volta para o estado gasoso e gruda nos fios no tecido, a imagem sai do papel para a camiseta, isso é sublimar.

 

Como funciona a sublimação de camisetas?

 

Agora que você compreendeu o que é sublimação de camisetas, vamos descobrir como é o passo a passo para realizar essa tarefa.

Primeiro você precisa escolher qual máquina deseja comprar, existe as sublimadoras padrões que realizam sublimação por pressa ou transfer, 3D e também a disponível no mercado a sublimadoras com calandra.

Sublimação por pressão, transfer ou 3D são inicialmente iguais, você precisa ter um computador, com programas de edição de qualidade como CorelDraw ou PhotoShop e é necessário conhecer como funcionam esses programas para trabalhar neles.

Você pode contratar cursos, assistir vídeo ou pedir dicas para profissionais freelancer que você encontra em sites na internet como 99freelas ou Workana, você pode contratá-los para uma auxílio específico ou para ser seu design nos projetos futuros.

Depois de toda a edição de imagens você precisará imprimi-las, em uma impressora a laser com toner de tintas. Esse equipamento realiza a impressão mais ou menos parecida como a sublimação.

Cada tonner contém um tipo de pó de tinta, que é aquecido e colocado no papel. Você pode utilizar uma impressora a jato de tinta. Mas terá que usar a tinta sublimática que é específica para o trabalho.

Já em ambas terá de usar o papel sublimático indispensável para realizar a sublimação.

Depois de ter escolhido o tecido com no mínimo 60% de tecido sintético em sua composição. Você colocará na prensa e em cima a imagem que deseja que passe para o tecido.

É só configurar a máquina para o tempo e temperatura certa e aguardar. Pronto você iniciou a sua produção de camisetas personalizadas. Assim funciona a sublimação de camisetas!

Para quem vender camisetas sublimadas?

 

Antes de mais nada, depois que você já aprendeu o que é sublimação de camisetas, e como funciona a sublimação de camisetas, você deve montar um planejamento, para qual nicho (grupo de pessoas) que você irá vender seu material.

O mercado está sempre em expansão pois esse tipo de produto sempre é bem aceito, são muitas empresas que fazem propagandas.

Há momentos do ano, como data comemorativas, dia dos pais, dia das mães, que sua demanda pode aumentar.

Mas sempre deverá estar planejando pois todo planejamento se enquadrar na questão de como funciona a sublimação de camisetas.

É necessário que todo mecanismo funcione para você obter sucesso.

Você pode atender grandes empresas que disponibilizam para seus funcionários a camiseta como uniforme.

Talvez fosse interessante você ter como parceira uma facção de costura para montar suas camisetas. Ou até mesmo se aventurar no mundo da costura e fazer um curso específico.

Escolas também são um bom local para conquistar um público jovem, com camisetas de bandas e de personagens desde o infantil até os adolescentes. Sem falar que tem muito adulto que ama os tradicionais super-heróis!

Divulgação de camisetas personalizadas:

WhatsApp surge como uma forte alternativa, em grupos de vendas da sua cidade. A propaganda boca a boca moderna tem muitos seguidores.

Peça para seus amigos lhe incluírem em grupos de vendas e observe esse nicho.

É possível conseguir fidelizar clientes de vários estados, principalmente quando trabalhando com uma loja virtual de sublimação de camisetas.

Vender peças exclusivas é um ótima alternativa, ofereça esse serviço de criação por demanda.

O Shopify é uma boa alternativa para alavancar suas vendas.  É o maior site do mundo em criação de e-commerce. Possui mais de 140 mil usuários e tem um faturamento anual de 580 milhões de dólares.

Possui diversos layouts e aplicações que podem ser muito úteis na sua loja virtual.

O site disponibiliza serviço de marketing. Está entre os sites mais seguros do mundo. Tem proteção PCI nível 1 e Criptografia SSL considerados certificados e alto padrão de segurança.

Então além de estar expandindo sua marca, estará conquistando credibilidade com seus clientes. Uma loja virtual com portfólio lhe agrega visibilidade em seus serviços.

Enquanto tempos conquistarei o retorno financeiro?

Todo investimento é de risco. Mas sem dedicação não haverá retorno. Seguindo todos os passos básicos de como criar uma empresa e a transformar em um sucesso, certamente terá um grande retorno financeiro.

Todo resultado depende de quanto você trabalha para que ele aconteça. Assim é no dia a dia da vida e em seu próprio negócio não seria diferente.

Material de qualidade é um fator importante para crescer, principalmente por que as pessoas indicam quando gostam do que compram.

Assim como não indicam e ainda criticam se comprar algo de péssima qualidade.

Invista no estudo, se aperfeiçoe para ser um expert em tudo que envolve o seu investimento.

Deverá saber tão bem ao ponto de ensinar o que é sublimação de camisetas e como funciona a sublimação de camisetas, assim você não terá surpresas e logo colherá os bons frutos de tudo que plantou.

8 Plataformas de Ecommerce para criar minha loja virtual

Com tantas opções de como iniciar e incrementar um negócio, não pode mais faltar o envolvimento com as ferramentas online. Diante disso, posteriormente, quanto se trata de vendas, sejam elas físicas ou digitais, uma empresa nos dias atuais não pode negligenciar a necessidade de uma loja virtual.

Independente se sua área é B2B ou B2C, você precisa facilitar a vida dos seus clientes e a sua também. Por isso abrir um e-commerce é uma escolha a se considerar.

Algumas coisas devem ser levadas em conta antes de abrir sua loja virtual isso inclui decidir que plataforma usar e o que elas oferecem em questão de design, praticidade (para você e para o cliente) e um dos mais importantes, segurança.

Pois bem, vamos dar uma olhada em 8 plataformas que podem te oferecer um suporte na criação da sua loja virtual.

1.Loja virtual com Drupal

Esta plataforma, é uma alternativa ao famoso WordPress, quando se trata de criação de site ou blogs. O Drupal, possui uma capacidade muito grande em relação ao design da sua loja virtual. Veja abaixo algumas características principais do Drupal:

  • Gratuito;
  • É um CMS;
  • Flexível para moldar sua loja virtual do seu jeito;
  • Conexão com o Paypal;
  • Muito seguro (ex: é o site usado pela Casa Branca).

Pensando agora como uma possível escolha para sua loja virtual, o Drupal como e-commerce irá te permitir gerenciar os produtos, carrinhos e transações com facilidade e com com qualidade de primeira, assim como sua mídia e conteúdo.

Seu sistema é construído para ser flexível e adaptável ao estilo e necessidade da sua empresa.

Já sobre sua segurança, algumas pessoas podem ter medo por ser uma software open-source, ou seja, que a comunidade pode contribuir para sua melhora.

Porém, não há o que temer. Como existem diversos colaboradores, eles lutam sempre para rapidamente corrigir as vulnerabilidades e assim tornar sua loja virtual mais segura.

Deste modo você não irá fornecer nem seus dados e nem de seus clientes. É seguro, o Drupal commerce é uma excelente alternativa.

2.Wix

A Wix é uma plataforma que ganhou muita fama no Brasil nos últimos anos, o que resultou em muitas pessoas escolherem ela para criar seus sites.

Após os donos verem que a wix criou fama eles decidiram colocar a opção para e-commerce.

Para criação de sites e blogs, a plataforma é útil. Mas para criação de loja virtual ela não é uma plataforma das mais recomendáveis, veja alguns dos motivos abaixo:

  • Não é flexível;
  • Poucos recursos para e-commerce;

Mas, a Wix tem suas vantagens, principalmente para quem está iniciando no ramo e ainda não sabe-se  irá mergulhar de cabeça no mundo do e-commerce.

  • Inicialmente gratuito;
  • Amplo acervo de artigos para te ajudar na configuração e manutenção da sua loja virtual;
  • Conexão com o PagSeguro.

Ainda está na dúvida se o Wix é bom para você? Analise com cuidado suas intenções e planos para o futuro. Como criador de sites vale a pena, já para e-commerce não é a melhor opção.

3.Magento

Ao pesquisar no Google sobre plataformas, inevitavelmente irá aparecer o Magento. Nela se encontram lojas virtuais como: Nike, Samsung, Walmart e entre outras.

O Magento possui muitas interações que você poderá fazer entre o acesso do cliente em seu site, até o produto chegar na casa dele.

Diferente do Drupal e o Wix, ele não possui a opção de criar site. Seu foco é exclusivamente o e-commerce. Veja abaixo algumas características:

  • Layouts criativos;
  • Flexível;
  • Otimização de SEO;
  • Relatórios detalhados de vendas e estoque;
  • Conexão com diversas formas de pagamentos;
  • É seguro.

Inevitavelmente vai passar em sua cabeça escolher o Magento. Um dica para você que está considerando criar sua loja virtual nele é: possua um programador experiente!

O magento não tem uma equipe de suporte forte para tratar de problemas emergenciais que pode acontecer com sua loja, seja no layout ou de funcionamento.

O maior support oferecido é a comunidade de usuários do Magento. Então ter um programador experiente, irá te ajudar com eventuais emergências em sua loja virtual.

4.Shopify

Igualmente o Magento, o Shopify é especializado em loja virtual. Estimada como a maior plataforma de e-commerce no mundo, ela é muito usada no EUA e no Canadá.

Shopify é completo, pois possui ferramentas para design e relatório para suas vendas e estoque. Veja abaixo um pouco mais do que é oferecido:

  • Fácil desenvolver o design da sua loja virtual;
  • Conexão com diversas formas de pagamentos;
  • Vendas em outros canais;
  • Possui lojas de aplicativos;
  • Possui support;
  • É seguro.

A princípio uma das maiores dificuldades que talvez você posso encontrar é arcar com as despesas do Shopify.

Primeiramente ele tem um custo baixo, portanto, conforme você vai descobrindo mais a plataforma e aprimorando sua loja virtual, toda venda que você fizer o shopify irá cobrar uma pequena caixa.

Você terá que gastar um pouco mais para essas melhorias, mas se bem usadas terá um bom retorno.

Sem dúvidas a Shopify é uma excelente plataforma e não é a toa que é muito usada em países de primeiro mundo como EUA. Se você quiser realmente investir dinheiro, pode ter certeza que é uma excelente escolha.

5. EzCommerce

A plataforma brasileira foi criada em 2006 e desde de sua criação têm obtido resultados significativos em seus serviços. Pois bem, veja abaixo algumas características que a plataforma irá oferecer para sua loja virtual:

  • Sem cobrança de % por venda;
  • Migração fácil;
  • Loja de aplicativos;
  • Otimizada em SEO;
  • Monitoramento constante;
  • Suporte;
  • Segurança.

EzCommerce é uma plataforma especializada para criar uma loja virtual. Um dos maiores benefícios que ela traz é ser brasileira. Ou seja, ela foi projetada para o mercado brasileiro em todos os aspectos.

O seu lucro será alto ao criar uma loja virtual na plataforma, pois ela não cobra % por acesso a sua página e também não cobra nenhuma % em cima das compras do cliente.

Basicamente seus gastos com a EzCommerce será no plano adquirido e ao comprar aplicativos para incrementar a sua loja virtual.

Se interessou? Caso ja possua uma loja virtual a EzCommerce oferece um sistema de migração de plataforma muito fácil. Confira no site deles.

6. Vetx

A plataforma é especializada em e-commerce e com excelentes ferramentas. Não é à toa que marcas como Coca-Cola, Sony, Calvin Klein e Red Bull a utilizam para suas lojas virtuais. Veja o que ela pode te oferecer:

    • Possui CMS;
    • Quadro de análises;
    • Sistema para o Status  do Pedido;
    • Sistema para compra rápido e eficiente;
    • Pode criar extensões
    • Smart Checkout;
    • Testes multivariados;
  • Omnichannel.

Uma plataforma com CMS é excelente, pois irá permitir que sua loja virtual além de vender, possua conteúdo atrativo e útil para seu cliente.

Utilizar essa ferramenta ajuda a otimizar sua loja em SEO, convertendo em vendas futuras.

A VTEX possui um diferencial que é o omnichannel. Essa ferramenta irá te facilitar o contato com o cliente, independente de onde ele se comunicar com você. E um excelente contato com o cliente é primordial para o sucesso de sua loja virtual.

Outro ponto interessante é que a plataforma permite que você anuncie os seus produtos em outros marketplaces, ou seja, você aumentará o alcance da sua loja virtual para fora do seu domínio online permitindo vender mais.

O seu custo benefício com a VTEX é muito bom, entre no site deles e confira o plano ideal para sua loja virtual.

7. Tray

Uma plataforma veterana no ramo. Sites muito conhecidos por nós brasileiros criaram sua loja virtual com eles (Casas Bahia, Mercadolivre, Walmart, Americanas, entre outras). Veja abaixo porque essas marcas escolheram abrir sua loja virtual com a Tray:

  • Código Aberto (Open Code);
  • Desconto ao criar a loja virtual;
  • Suporte via Web ou telefone;
  • Interação com grandes marketplaces;
  • Aplicativo para celular;
  • Foco em conversão de vendas;
  • Seguro.

Com 5 planos diferentes a Tray pensou em como pode atender o perfil de empresas diferentes, então com certeza lá você irá achar o plano ideal para você

Você poderá contar também com mais de 200 ferramentas para customizar a sua loja virtual com a cara da sua empresa.

Como a Tray é uma plataforma de código aberto, isso além de trazer segurança, significa que você pode sempre melhorar a interação do seu site, faça isso você mesmo ou com um programador.

E um dos pontos principais, a Tray com sua ferramenta de fácil checkout, permite seu cliente finalizarem a compra mais rápido, focando seu site em conversão de vendas. Ou seja, sua loja virtual irá lucrar com a Tray.

8. WooCommerce

Uma das plataformas mais usada mundo afora. O WooCommerce na verdade é um plugin especializado em e-commerce para o WordPress. Ou seja, para criar sua loja digital com ele, primeiro você deve criar um site no WordPress. Veja abaixo suas características:

  • Customize do seu jeito;
  • Muitas expansões;
  • Otimizado em SEO;
  • 30 dias de garantia;
  • Suporte;
  • Seguro.

Afinal se você não quer ter um site focado somente em vendas, mas sim um site com conteúdo (jornal, blogs, diários, curiosidades, entre outros) com certeza o WooCommerce é indicado para você.

WordPress hoje é uma das melhores plataformas para você criar seu site. E caso dentro desse site você queira criar uma loja para ganhar um dinheiro a mais vendendo itens relacionados com seu site/blog, utilize o plugin do WooCommerce.

Ele irá suprir todas as suas necessidades. E juntamente com o conteúdo do seu site, ele irá otimizar sua loja virtual em SEO. Melhorando sua posição nos sites de buscas.

Enfim, acima vimos 8 possibilidades de plataformas para você criar sua loja virtual. Entre no site deles, veja qual se encaixa mais com o perfil do seu negócio e comece já a vender online.

Como contratar influenciadores para a sua marca ou loja virtual

Quais os melhores meios de divulgação para contratar influenciadores?

Mesmo não havendo um data exata sabe-se que no ano 600 a.c o teatro surgiu. Somente por volta do ano 60a.c o jornalismo, logo ali não é mesmo?

Mas por que escrevo essas informações? Exatamente para explicar a sua principal função, lhes informar! O teatro, o jornal, posteriormente, as revistas, as cartas, o rádio, os satélites, a televisão e hoje as mídias online. São nossos meios de saber das coisas, conhecer mais o mundo.

Hoje se sabe que uma criança de 10 anos tem mais acesso a informação do que Einstein tinha. Mas jamais faria cálculos como fez, pelo menos não aos dez anos de idade.

Sem nem falar no imperador Júlio César, mas certamente esse menino de dez anos não teria o conhecimento de guerra e governabilidade que possuía o imperador, mas afinal onde quero chegar com tanta história?  

Quero que você, sabendo de tudo isso, compreenda que você pode ter os melhores produtos. As melhores oportunidades, o melhor do melhor. Mas se alguém que influencia muito a sociedade não gostar ou gostar muito do que você tem, seu produto pode estar à beira da falência ou do sucesso!

Estamos no futuro, vivemos ela a cada instante, pois a velocidade que as informações chegam está incalculável, e hoje as mídias do último século perderam espaço para o digital, para o instantâneo.

Influência do mercado em suas compras diárias:

Não há mais como esperar o jornal da noite para descobrir o que está acontecendo e muito menos o impresso no outro dia.

Para fazer uma boa compra de um tênis não preciso sair andando pelo centro, ou saber o que estão achando do governo da minha cidade.

O mundo online instantaneamente se responsabiliza por proporcionar opiniões, todos darão opiniões, mas mudaram as suas quando escutar o influenciador!

Os responsáveis de hoje, dos resultados e consequências sobre qualquer coisa que cai na rede, são os influenciadores, como se fosse a coluna de opinião do jornal.

Portando com os meios de divulgação funcionando 24 horas, se você quer um lugar ao sol, um espaço de destaque na internet é preciso contratar um influenciador para sua marca.

Porém você nem sabia que ele existia e fica a pergunta no ar; como contratar influenciadores digitais? Eu já vou lhe responder!

O que é influência digital?

Com o surgimento da internet a influência televisiva perdeu força. Assim como o rádio, quando a televisão surgiu perdera também a influência.

Ela não se extingue, existe enquanto existir audiência, muitos escritores escreveram sobre o fim do mundo e até todos tiverem a certeza absoluta que nada pegou fogo por aqui, ficaram com receio de se ele realmente estava correto.

A muito tempo as famílias se reuniam à volta do rádio para escutar as rádios novelas. Essas informações mexiam com a criatividade do cidadão.

As moças sonhavam com galãs, os homens com aventuras, estamos dentro do mar da influência. Em todo setor de nossas vidas, a influência age para o bem ou para o mau.

“Não ande com esse rapaz meu filho ele é uma má influência!” Frase famosa de muitas mães para seus filhos, o mais puro exemplo de influência. Pois bem, vocês já abriram a mente para ver que a influência está por todo o canto, vamos observar no online.

A internet é a vida em forma digital, e os influenciadores surgiram com muita força nas redes sociais.

Essa influência se intensificou com plataformas de vídeo como youtube, troca de mensagens como o twitter e compartilhamento de vida social com facebook e instagram.

Nada foge da ideia da televisão, do ver, do telespectador. Mas só se tornou a mais poderosa ferramenta de comunicação, por que qualquer um pode tentar a sorte, qualquer um pode interagir, qualquer um pode se tornar um influenciador digital, basta uma câmera, boas pautas, sinceridade e coragem!

Se você está inserindo sua marca no mundo digital, através de diversos canais de venda. É importante você ter parceria com influenciadores digitais.

Astros e empresas famosas

Uma atitude que está em alta é a de que as empresas enviam “presentes” para os famosos da internet para ele fazerem “lives” ou publicarem em seus “stories” o presente que receberam.

É claro que o influenciador não chegou onde está à toa. Ele também trabalhou muito para isso e tem sim o intuito de ser um profissional.

Hoje no mercado já foi criado esse novo termo para os profissionais da influência digital. As faculdades e escolas de marketing abordam e muito sobre essa nova carreira.

Mas você deve estar se perguntando, como contratar influenciadores digitais? Calma, já estou chegando na cereja do bolo!

Como contratar influenciadores digitais?

É o famoso trabalho de caça talentos. Porém você não precisa percorrer centenas de quilômetros, e muito menos visitar diversos lugares ou até conversar com muitas pessoas para descobrir alguém.

Os influenciadores estão facilmente na mídia digital, blogs, canais no youtube principalmente, instagram, twitter entre outros muitos!

Sites especializados

Você também pode utilizar alguns sites especializados em garimpos como o Celebryts, Influency. Eles calculam a quantidade de seguidores nas redes sociais e de como ele interage com seu público e também faz a ponte direta com o influenciador.

Empresas também se utilizam de contratar atores e atrizes. Pois mesmo que eles não tenham um planejamento forte na internet ele são, digamos que, “conhecidos”.

Porém deve-se ter cuidado para essa escolha. Pois o momento pós contato com o público pode morrer. Pois os seguidores diários de um canal, seguem o canal religiosamente.

Enquanto um ator de televisão irá seguir sua vida, sem ser lembrado todos os dias. A não ser que ele possua um veículo de comunicação digital.

Deve-se ter também cuidado com o tipo de influenciador que irá escolher, o que ele apresenta em seu canal, um feedback de sua história na mídia, pois ele pode ser um influenciador para sua marca de um nicho que não interessa.

A relação de contratante e contratado deve ser muito clara e transparente, o ideal é que o influenciador para a sua marca ou loja virtual realmente conheça seu produto e talvez, se for um produto mais conhecido utilize por um tempo.

Pois a criação de vínculo emocional é mais importante que sorrir para a câmera e dizer que aquilo é bom!

Grandes marcas da nossa infância estão vivas até hoje e são consumidas com muito amor por toda a emoção que foi criada em cima dela.

O influenciador escolhido tem que ser mais que um propagandista e sim um consumidor que fará um depoimento sincero para seu público, isso é a influência saudável!

Mas aquela última pergunta grita no seu pensamento, “Mas como contratar um influenciador para sua marca? ” Ok! Vou lhe dizer.

Contratar influenciadores para sua marca

Busque um perfil que seja a cara de seu negócio. Que mostre para o público que o segue que usar seu produto realmente é maravilhoso.

Muito cuidado quando escolher mais de um influenciador digital. Pois você pode escolher três ou quatro e cada um com 3 milhões, mas a média entre eles é de 1 milhão. Ou seja, são todos de nichos parecidos e seguidos pelas mesmas pessoas. Então estude os nichos e os seus respectivos seguidores.

O mercado está em alta sim, mas você pode garimpar jovens influenciadores, de oportunidade para os que estão iniciando. Além de serem muito mais baratos, podem ter ideias e sentimentos inovadores por sua marca!