Posts tagged dropshipping nacional

Dropshipping nacional: O que é?

Falaremos no post de hoje tudo sobre Dropshipping Nacional.

Pense em uma marca muito famosa do nosso mercado, aquela que todos almejam, mas poucos possuem, pensou? Ok, continuamos!

Agora imagine que você entrou em um e-commerce de sua preferência e precisa muito adquirir uma geladeira. Então começou o seu garimpo atrás do melhor custo x benefício.

Então depois de muita pesquisa, muitas marcas e ofertas… Você finalmente encontrou o eletrodoméstico daquela marca que você tinha lembrado, que é o sonho de todo mundo.

Gostou do modelo e do valor e a comprou, simples como você já está habituado. Esperou o prazo pré-determinado para a chegada.

Chegou o grande dia, escutou a buzina do caminhão. Quando você abriu a porta de sua casa se assustou, o caminhão não era da loja do e-commerce e sim da indústria!

Uma marca tão famosa entregando diretamente para você? Que chique né?

Então você se questiona, como isso é possível?

Você pensou tão alto que o motorista do caminhão escutou e lhe disse;

“É dropshipping nacional, moça! ” Não adiantou nada, mas você concordou com o motorista antes de ele ir embora, porém foi correndo pesquisa o que é dropshipping nacional?

Um exemplo para explicar;

Você vai abrir sua tão sonhada loja, perde o sono a noite de tamanha felicidade, prepara toda a estrutura, gasta horrores para deixar tudo conforme a música, contrata funcionários, paga impostos, alvarás para lá e alvarás para cá!

Faz tudo que a extensa legislação brasileira exige, somente para poder abrir sua loja, seja ela gigantesca ou pequena.

Depois vem a inauguração, as novas metas, vendas, comissões, movimento ruim, contas atrasadas, e os primeiros fios de cabelo caindo!

Outros comércios:

Você sai da sua loja, já está extremamente estressado, precisa relaxar! Passa em frente a uma pequena sala comercial, com muitos banners de produtos, que até mesmo você vende.

Você nota que até é bem mais barato que os seus, dentro da sala há apenas uma pessoa uma mesa, cadeira e um computador.

Você resolveu voltar com dúvida do que viu? Ufa! Ainda bem!

Por que poderia ser pior no estado de nervos que se encontra se descobrisse a verdade.

A verdade é que ele não tem estoque e vende muito mais que a loja, que tem!

Eu vou explicar como isso é possível, a novidade está revolucionando a ideia de ter uma loja física, e nem é tão novidade existe desde 2006, não importa o segmento, seja ela de eletrodomésticos, eletrônicos, vestuário e até de cursos.

Mas como é possível não ter nadinha dentro dela e assim mesmo poder vender muito?

Dropshipping! Estoque na fonte de origem, tão simples que nem parece real, mas é e muito lucrativo! E já está presente no Brasil!

Mas o que realmente é Dropshipping?

Dropshipping é um novo conceito criado para a logística, iniciou em 2006, na China, em parceria do maior site de criação de e-commerce, o Shopify e a gigante asiática Ali Express.

A Shopify possui mais de 140 mil usuários e fatura 580 milhões por ano, é considerada uma das plataformas mais seguras.

Em seu sistema possui todo apoio técnico de diversos profissionais, desde a confecção do seu site com diversos design para incrementar sua página, nas criações de marketing, estratégia de venda, nichos a atingir, e pôr fim a finalização da venda.

Possui sua própria plataforma de vendas, não terceirizar a cobrança, isso lhe deixa com ainda maior credibilidade nas transações e armazenamentos de dados, pois não fica pulando de página para página, tudo fica fechado como em um cofre!

Entre seus aplicativos, a Shopify disponibiliza o Oberlo, que é uma plataforma dentro do site, que é especializada em Dropshipping.

A Oberlo proporciona velocidade na publicação, ela é parceira exclusiva da Aliexpress, então você pode publicar diretamente o item da empresa no seu e-commerce.

A Dropshipping consiste em usar o estoque de origem, ou seja, o e-commerce é o vendedor do produto. Mas não tem estoque, depois de finalizado, é gerado o pedido para a fábrica ou unidade de venda da empresa, chamada também de Dropshipper, e a indústria será a responsável pela entrega.

Assim o diversos custo de estocagem terminam, pois, a indústria também pode trabalhar por demanda de pedidos, reduzindo os custos desde o início reduz no preço final, é facilidade e benefício para todos.

O Dropshipping é seguro?

É muito, pois o site te dá garantias, se o produto não vem certo ou com avarias, o proprietário do e-commerce é o responsável por entrar em contato com o fornecedor para realizar as devidas trocas.

A Shopify por exemplo, utiliza certificado que a Casa Branca utiliza, como PCI de nível um e Criptografia SSL, então todas as transações são de mais alta segurança.

Cuidados que devem ser tomados:

Quem deve ter um pouco de cuidado, são os proprietários das lojas virtuais, não compartilhe qualquer produto, veja a procedência, as indicações, leia os feedbacks e se possível entre em contato para saber sobre alguma novidade ou até mesmo dica.

Muitas empresas no mundo disponibilizam gratuitamente, via internet, treinamentos sobre os produtos que vendem, basta você encontrar o certo.

Há sim, na sua grande maioria empresas sérias, mas como na vida real, longe do virtual, há pessoas de baixa índole, que podem ter más intenções, então faça uma pré-avaliação antes de iniciar seu negócio.

Uma das principais vantagens da internet é o feedback, que fica salvo, lhe protegendo em todos os aspectos jurídicos.

Te salva também de deixar uma empresa ruim esconder seus erros, então sempre de olho sobre o que entregaram, se nenhum usuário reclamou, ou algo do gênero, foco!

E para você empreendedor reduz a gigantesca dor de cabeça de ter um estoque, não haverá os custos altíssimo de manutenção para manter algo guardado.

Sem falar na possibilidade de não vender, de perder um produto, nessa modalidade se o produto não vender no e-commerce você troca por outro, simples e rápido.

Talvez uma das poucas desvantagens se não for a única é o lucro, nessa modalidade você ganha um valor sobre o preço de venda.

Se você comprasse como um atacado ou varejista os lucros seriam maiores, mas avaliando o Dropshipping nacional pode-se concluir que uma loja física não teria vantagem em relação aos lucros.

Custos com lojas físicas

Pois no Brasil a alta carga tributária e as diversas solicitações de alvarás, de segurança e custo altíssimos com funcionários acabariam com esse lucro extra.

Mas mesmo que o lucro seja menor comparado a uma loja física, ele vem quase que de graça, o único esforço é os cliques que você dará atrás de novos clientes!

O que é Dropshipping nacional?

O Dropshipping nacional é exatamente igual ao mundial, porém é no Brasil (simples né?).

Mas não é só isso, como a força da internet, principalmente quando se fala em e-commerce está situada na parte norte do planeta, é devagar a expansão no Brasil, e como as opiniões alheias de influenciadores, acabou por deixando o mercado em estado de desconfiança

Muitos afirmaram que no Brasil o mercado não funciona, que as empresas só querem lhe enganar, mas essa não é verdade.

Hoje temos um nicho que cresce constantemente, e não dá impressões que irão desistir.

O grande erro dos lojistas virtuais é se jogar em qualquer um, sem avaliar se a loja tem condições de fazer a sua entrega, se ela realmente é uma Dropshipper, se ela tem preço diferenciado para essa revenda.

Se a empresa se enquadra nesses requisitos, observe as publicações que ela tem disponível para você, se possui boas imagens dos produtos e uma boa descrição, pois é ela que você irá compartilhar.

É muito importante conferir se os produtos são originais, se não falsificados ou as chamadas réplicas.

As réplicas também são falsificações, que por sinal é crime!

Se você já possui seu e-commerce é só compartilhar e divulgar, você pode utilizar das diversas redes sociais para atrair esse tráfego.

Crie também instagram, os usuários adoram olhar ao invés de ler, facilite para seu consumidor.

Um canal de comunicação como WhatsApp ou youtube é uma boa escolha, seus clientes podem compreender melhor o que estão comprando e também fazer perguntas, tirar dúvidas.

Dropshipping e lojas de grande nível: Faça sua parceria!

Hoje em nosso território contamos com diversas lojas, citarei algumas para você ter base por onde começar e compreender o que é dropshipping nacional.

Magazine Luiza e Americanas.com são dois exemplos que utilizam o Dropshipping e deixam muito explícito isso, quando você entra nas lojas virtuais de ambas, as duas disponibilizam uma infinidade de produtos.

Como funciona o dropshipping:

Quando você seleciona o produto que deseja, abre-se uma nova tela, no próprio site, mostrando de qual fornecedor você deseja receber o produto, às vezes um produto tem de 3 a 5 fornecedores perto de você.

Cada fornecedor disponibiliza o seu valor, mas o site publica o valor mais baixo, mas a diferença está na entrega, ela pode variar, de frete grátis, até altos valores se o fornecedor estiver mais longe.

Por exemplo, se você vai comprar uma cadeirinha veicular para seu filho, ela custa, digamos, R$ 300, o fornecedor A é o que ofertou o melhor preço logo ele já está marcado como escolhido, porém o frete dele é de R$ 80.

O fornecedor B, tem o mesmo produto por R$ 320, mas o frete é 70. E o fornecedor C tem o produto por R$ 450 e o frete é grátis.

Mesmo o frete do segundo sendo o mais barato e o terceiro grátis o primeiro continua sendo o melhor custo x benefício.

Notamos que elas trabalham com Dropshipper, mas se você é um grande investidor e deseja entrar nesse negócio, mas pelo lado do fornecedor, também é uma alternativa.

Empório Bags é outra empresa na modalidade Dropshipper, ela é fornecedora de bolsas, carteiras, cintos e mochilas, envia para todo o Brasil e pode ser um importante aliada no seu e-commerce.

Você pode criar uma grande loja de roupas e acessórios. A Empório Bags seria uma estratégia para participar de seu projeto. É necessário que você entre em contato e veja as condições para essa parceria.

Imagem folheados é uma loja do segmento de brincos, anéis, pulseiras, relógios, folheados a ouro, também participa do sistema e é mais uma opção.

Prós e Contras do Dropshipping nacional!

Sobre valores, é uma vantagem gigantesca, o investimento é muito baixo. Estima-se que em média se gaste de R$ 50 a R$ 80 em uma loja virtual enquanto em uma física o mínimo é cinquenta mil reais, somente em produtos!

Além disso você extingue o risco por perdas, pelo tempo, roubos ou outros, e na loja virtual não.

Em relação ao contra, você pode trabalhar com diversos fornecedores, certamente disponibiliza para seus clientes diversas opções, mas pode ter problemas com prazos de entrega dependendo do processo de cada empresa.

Pois cada uma tem seu tempo e suas políticas. Então é importante você ter todas as informações claras, com seus fornecedores e para seus clientes.

Outra vantagem é que você pode oferecer seus produtos quase que instantaneamente já que não precisa esperar que cheguem. Já a loja física tem que aprovar a compra pela matriz, esperar a fabricação, o caminhão, e isso sem contar quando falta no estoque!

Já um problema que você pode enfrentar é a falta de informações de seus produtos. Pois os fornecedores nem sempre se preocupam, uma boa pesquisa pode ajudar a solucionar isso.

Os riscos são muito baixos, produtos que não venderem pode ser rapidamente substituído já nas lojas físicas. As promoções e o limpa loja é a única solução para vender o que não saiu.

A loja física tem uma vantagem, no seu controle de estoque, com os vários tipos de seus sistemas.

Rapidamente confere quantos itens ainda tem disponíveis para vender.  E já no e-commerce da modalidade Dropshipping você só poderá saber se um produto se esgotou quando algum cliente finalizar uma compra e o sistema indicar que não há mais nada disponível no estoque.

O controle é do fornecedor e é bem difícil você ter acesso a essa informação.

Startup de Dropshipping vence prêmio!

Estar entre os melhores já lhe coloca uma gigantesca credibilidade no mercado. Mas ser a mais reconhecida, a número um, é certamente o caminho do sucesso.

A instituição ABCOMM (Associação Brasileira de comércio eletrônico) criou o prêmio anual ABComm de Inovação Digital. A vencedora desse ano foi a startup mineira Midhaz.

A Midhaz traz para seus usuários, mais facilidades e segurança, ela usa o Dropshipping.

O usuário cria sua loja virtual e tem disponível uma infinidade de clientes que a própria Midhaz fechou parceria. Então você já tem uma vantagem em relação a isso.

Você não precisa garimpar e fazer um levantamento quase que de detetive sobre a empresa, se ela é idônea ou não.

A Midhaz segue toda a ideia de criação de e-commerce, segue a filosofia do Dropshipping. Na qual o usuário, vende e o fornecedor entrega, opa! Mas na Midhaz não é bem assim!

A Midhaz é a responsável pela entrega, e ela mesmo realiza os pagamentos para fornecedor e vendedor. Criando credibilidade para o sistema e fortificando o Dropshipping nacional.

Já sabemos que o estilo de vendas “drop” está em um crescimento incrível. Porém por casos de falta de confiança entra revendedores e fornecedores. Muitos empreendedores desistem de seguir nessa modalidade.

Qual o valor para se cadastrar na Midhaz?

Para se cadastrar na Midhaz o usuário precisa investir R$ 49,90 até R$ 699,00. Dependendo de sua necessidade e interesse de investimento. Mas você já inicia um bom e-commerce com o pacote simples.

Já se você é fabricante, no Midhaz você não paga nada e tem seus produtos disponibilizados para milhares de usuário. Outra vantagem para o proprietário de loja virtual é que tem acesso a mais de mil produtos e tudo com preço de atacado. O que lhe rende mais lucro!

O crescente número no setor pode tem como resultado a crise no país. O empreendedorismo forçado acontece quando falta oportunidades básicas.

Segundo o levantamento do Sebrae, foram criados, nos últimos 3 anos mais de 11 milhões de empresas. E se você pode criar uma loja virtual, com baixo custo de investimento no seu desenvolvimento e zero de gastos com estoque. Porque não arriscar nesse moderno mercado?

De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), ela possui mais de 4 mil associados. Os campeões desses números são minas gerais e são Paulo com 9% e 32%, respectivamente, dos 4 mil filiados.

Há também empresas especializadas em importar da China seus produtos e se tornarem fornecedores através da modalidade Dropshipping.

É uma boa escolha para quem quer vender itens diferentes e modernos, e também seguro. Pois além de grandes prazos para as entregas vindas do outro lado do mundo, em média 60 dias. Há um risco de comprar produtos que você não tem como ganhar garantia de opinião.

Você só precisa escolher a que mais lhe agrada.

Vale a pena investir seu tempo em Dropshipping nacional?

Não, nunca mal investimento e sim mal planejamento!

O valor a ser colocado nesse mercado é baixo em comparação a qualquer investimento que possa ser feito no Brasil.

Além de que qualquer tipo de ramo que você deseja iniciar, você terá que constituir um CPNJ.

CNPJ significa cadastro nacional de pessoa jurídica.

Sem falar nos impostos, as solicitações, regras e uma infinidade de coisas a se fazer. Como aluguel de sala, compra de insumos, compra de estoque, contratação de funcionários.

Todos esses valores são incomparáveis quando o assunto é e-commerce. Pois dependendo do local onde fará sua plataforma o custo pode ser até reduzido.

Shopify e Midhaz são exemplos para esse segmento. A Shopify Brasil está em alta. A plataforma Canadense possui suas versões para diversos países e não poderia deixar o Brasil de fora.

No Shopify Brasil o cadastro não leva mais de 5 minutos. Você ganha 14 dias gratuitos para você conhecer, desenvolver e começar a vender na sua e-commerce. Na barra lateral você encontra diversas opções para interagir com sua loja.

Você pode acompanhar seus pedidos, cadastrar novos produtos para sua venda. Mas esse item não é Dropshipping, esse é a venda normal de e-commerce. Onde você é o responsável pela entrega, seja pessoal ou através de transportadoras, até mesmo pelos correios.

Há uma opção interessante é o cadastro de clientes. Depois que um usuário faz uma compra ele a adiciona nessa área. Assim você pode ver o histórico de seu cliente e planejar uma nova venda de algo do interesse dele.

Redes sociais dos clientes:

Você pode fazer um trabalho de detetive e descobrir alguma rede social desse cliente. Ou pedir para ele através de um chat, oferecendo de bonificação algum e-book gratuito.

A opção do Analystic também está disponível para você poder acompanhar os dados de sua ecommerce. Tal como vai o desempenho, o que as pessoas estão acessando. Ferramenta importante para criar estratégias em cima de resultados já obtidos.

Você pode criar descontos e promoções, um importante aliado para agregar tráfego ao seu site.

O que é Oberlo?

Mais de 85% do usuário utilizam os aplicativos do site. Como o Oberlo por exemplo, você precisa ativá-lo para usufruir de suas qualidades.

O Oberlo é um aplicativo de Dropshipping. Que está disponibilizado em uma versão completa para 30 dias depois você tem que investir para continuar.

Já outra opção é a Midhaz, que é Brasileira, filha da terra de minas gerais. Criada exclusivamente para o Dropshipping brasileiroá . Há muita controvérsia entre empreendedores.

Pois muitos acreditam que a importação é perigosa e não lucrativa, assim como a dropshipping, mas a Midhaz revolucionou isso.

Ela bateu no peito e disse;

“Então, eu assumo as responsabilidades! ”

Ação que fez a empresa se tornar um sucesso, pois assumiu os pagamentos tanto para fornecedor como para revendedor.

Isso facilitou as transações. Já que o conceito ganhou a fama (apenas no Brasil por influenciadores sem fundamento), de que o serviço não era seguro. Pois dependia da índole de quem o entregaria.

Assim com a responsabilidade nas mãos, e empresas muito corretas cadastradas no seu portfólio de produtos. Pois criou uma credibilidade incrível e garantiu segurança a todos.

Criou uma lista de mais de mil produtos, todos com procedência confiável e com preço de atacado (para o lojista revender). Portanto aumentando assim os lucros, gerando mais interesse para quem investe.

Lembrado que a Midhaz é uma jovem startup que melhorou ainda mais o sucesso do estilo. E fundamentou como excelente negócio o conceito de Dropshipping Nacional.

Vale muito a penas investir nesse ramo lucrativo e com um projeto de futuro brilhante!

 

O que é Oberlo?

Saiba no post de hoje tudo sobre Oberlo e Dropshipping:

Imagine que você pediu uma pizza, portanto a pizzaria a qual fez solicitação, seja por telefone ou por aplicativo, não tem produtos em seu estoque, muito menos lida com o contato direto com materiais para sua fabricação. Mas como assim?

Um método de trabalho que cresceu nos últimos anos é o de Dropshipping.

Um sistema que consiste em parcerias. Seguindo a mesma lógica da pizza: a pizzaria a qual você ligou, mesmo que tenha nome e autonomia no mercado, recebe produtos de um parceiro.

Nesse caso, a pizzaria apenas lida com o contato direto com o cliente, mas não fabrica qualquer pizza. Entenda como se fosse a contratação dos serviços de outro local.

Como, por exemplo, comprar produtos de outra loja para vender na sua.

O sistema de dropshipping é uma parceria, normalmente com divisões de porcentagem dos lucros para os sócios.

A pizzaria que ligou provavelmente nem tem espaço físico, ela faz o marketing digital, fazendo-o crer em sua realidade física. Seria semelhante a uma loja virtual.

No Dropshipping a empresa fabricante do produto será a responsável por todas as entregas e manufatura.

Um faz e envia, o outro lança no mercado. Conseguiu entender?

Esse estilo de vendas já vem sendo utilizado desde 2006 com a plataforma mãe da Shopify que possui a sua principal extensão de Dropshipping.

Ou seja, Oberlo é um aplicativo para ajudar os profissionais de Dropshipping.

Benefícios de utilizar Oberlo

A Shopify é a líder de vendas no mundo, seus diversos benefícios e credibilidade a tornaram a mais completa plataforma de e-commerce do planeta.

Seu layout simplificado e as diversas opções de design a transformaram em uma atrativa ferramenta para divulgar os comércios virtuais.

Mas as empresas passam por dificuldades em manter grandes estoques parados. Pois é dinheiro aplicado em produção, mas não rendendo em questões monetárias.

Pequenas empresas de revenda também não possuíam reservas suficientes para comprar grandes quantidades, a cultura antiga de nosso país é que a compra por “atacado” reduziria os custos.

Mas na verdade esse custo não é de produção, pois se gasta a mesma energia e material para criar algo.

Os dois maiores custos que um produto pode ter é o transporte e a estocagem. Isso mesmo! guardar algo em boas condições, sem interferir na qualidade do produto pode ser uma missão muito difícil para qualquer empreendedor.

Então, a empresa mais segura de e-commerce desenvolveu a Oberlo, baseada na ação de Dropshipping.

A ideia é bem simples, você poderá importar produtos de outros lugares, até mesmo do meio internacional, disponibilizando-os em sua loja virtual. Fazendo assim seu marketing, sendo responsável por conseguir os compradores pela internet.

Oberlo é incrível, ele adiciona o item de venda diretamente no seu e-commerce sem a necessidade de edições.

A vantagem é que a Oberlo é completamente famosa no mercado, tendo parcerias com Ali Express e Ásia.

Como funciona  a Oberlo?

Você pode criar links entre dois produtos para tornar mais acessível a novas compras, o processo é muito simples, ele conta com todo o suporte da Shopify (que hoje no mercado é a plataforma mais transparente de vendas, com criptografia SSL).

A Shopify ganhou destaque mundial com os excelentes níveis apresentados, além de escolher de ponta a ponta como você deseja que sua loja virtual apareça na internet, você pode escolher o seu domínio no próprio site.

Oberlo é uma das mais lucrativas aplicações do Shopify, quando você se cadastra ela disponibiliza para a sua loja 30 dias de teste grátis da sua melhor versão.

Depois desse tempo ela reduz para uma mais simplificada que fica no valor de $4,90, mas que lhe dá toda possibilidade de estar entre os 36 milhões de dólares em vendas feitos pelo Oberlo.

Uma aplicação com baixo valor de investimento, mas com uma possibilidade lucrativa e real de retorno.

Com Oberlo você lucra sem ter que se preocupar se a entrega chegou, você apenas clica, escolhe o que você sabe que vende muito e só espera os lucros chegarem!

Dropshipping é seguro?

A grande sacada da Oberlo é que ela está dentro do Shopify, o e-commerce mais seguro do mundo.

Ela atende os padrões de segurança PCI nível 1 e utiliza criptografia SSL de 128 bits e além disso tem seu próprio serviço de pagamento.

O usuário não necessita ficar pulando de página em página até chegar à conclusão do pagamento. Tudo é feito ali, rápido, prático e seguro, e a Oberlo tem esse serviço exclusivo o que torna a aplicação muito segura.

A aplicação do Shopify, Oberlo foi a pioneira no segmento de vendas Dropshipping.

Mas com tantos responsáveis por sua compra, ela não se torna perigosa, não posso perder meu produto? Ou se receber o que não comprei para quem reclamo?

Posso ter problemas com esse mecanismo?

Calma, essa questão é a de todos. Mas também é a mais fácil de responder, o vendedor, dono do e-commerce é o responsável pela venda. Ele resolverá se acontecer algum problema.

O número de problema é baixo. Sempre levando em conta que há uma alta taxa de resoluções dá confiança aos usuários do Oberlo.

Já para os proprietários de lojas virtuais fica a dica de sempre publicarem bons produtos de empresas idôneas, competentes e sérias. A grande maioria das indústrias buscam sempre pela melhor produção.

Por não passar pelo varejo, a uma grande chance de nunca acontecer problemas. Pois grande maioria das avarias registradas são no transporte entre varejo e cliente. E como eles viram diretamente do fabricante não há o que temer.

Outra super vantagem de comprar diretamente das indústrias é exatamente o que falamos. Não há varejo, os valores são diretos de fábrica e são absurdamente mais baratos. Pois não há os acréscimos, muitas vezes absurdos dos varejos.

Além de poder contar com estoques gigantescos e diversos modelos, o preço de fábrica é tudo de bom! Vale a pena comprar através do Oberlo!

Como vender com Oberlo?

É muito simples e rápido, basta você fazer uma conta no Shopify. Ele irá disponibilizar 7 dias gratuitos e depois desse tempo o custo é de apenas nove dólares.

Você terá todas as funcionalidades que o Shopify disponibiliza, mais de cem designs diferentes. Um site leve, com dez milésimos de segundo mais rápido que outros sites.

Passa o conforto de e-commerce limpo. Já que estudos mostram que usuários não esperam mais que 5 segundos pelo carregamento de um site. Essa novidade fez as pessoas não desistirem de acessar.

Oberlo é a aplicação do maior site do mundo de e-commerce, que disponibiliza todo auxílio para criação de sua loja, com suporte para todo tipo de eventualidade, sem falar na alta segurança, que não deixa nenhuma margem para invasões e roubos de dados.

Você deve procurar na aba menu a opção de habilitar Oberlo, você terá trinta dias para degustar a melhor versão do Oberlo e vender muito mais, como a adição de produtos se torna muito mais rápido.

Você pode aumentar a sua lista de produtos e conseguir obter muito mais vendas, Oberlo disponibiliza inovação, velocidade e confiabilidade para seus usuários.

Vender no Oberlo é fácil e auxilia muito a redução de custo do comércio com o varejo, já que envia seus produtos diretamente por Dropshipping, assim como a explicação da pizza lá no início, que vem direto da melhor fábrica, com o melhor preço, um sonho para o consumidor.

Falando nisso, enquanto você faz o seu Oberlo, vamos pedir uma pizza?

Tudo que você precisa saber antes de comprar uma máquina de sublimação

Conheça no post de hoje tudo sobre máquina de sublimação

É indispensável hoje agradar o cliente, seja com bônus, brinde, desconto, um bom atendimento, pagamento facilitado e principalmente bom preço. A concorrência está muito grande em todos os setores e somente sendo o diferencial para poder se sobressair no mercado.

São diversas marcas e empresas que lutam diariamente para serem as bem mais vistas, porém essa função não é nada fácil, pois exige tempo, dedicação e investimento. Mas quando fazemos algo por amor, não há fronteiras, nos dedicamos inteiramente e exclusivamente.

Com o crescimento desenfreado dos e-commerce nos últimos 10 anos, o segmento se transformou em o principal canal de venda para muitas empresas que já possuíam loja física.

Sem falar nos novos empreendimentos que surgiram especificamente para trabalhar com o mundo virtual, e com isso a máquina de sublimação ganhou mais espaço.

Mas, o que fazer em um mercado de tamanha concorrência, onde cada empresa faz dedicações incríveis para obter o sucesso?

Ou como entrar nesse mercado, por onde começar, o que fazer, indústria, atacado ou varejo?

Calma nós temos uma valiosa dica!

O tradicional sempre é venda certa no mercado!

Industria, atacado ou varejo? Faça os três! 

Sim! Isso mesmo! Você pode fazer algo que estará presente nos três pilares comerciais, ser indústria, atacado e varejista. Parece loucura não é mesmo?

Mas todo aquele que sonha é chamado de louco! Ok, vou deixar de segredo e vou lhe explicar.

História:

Tudo começou lá em Roma, longe certo? Os romanos utilizavam uma túnica dupla, uma peça única, que se pensando bem talvez facilitasse muito a nossa vida! Essa peça que ficava por baixo era chamada de Camisia, sempre branca, de linho e protegia essa túnica de transpiração, uma ideia de roupa de baixo.

Podemos considerar a Camisia a tataravó das modernas camisetas, por volta do século XIX (19).

As roupas das crianças eram uma cópia fiel das roupas adultas, como uma roupa de boneca, afinal a imagem e semelhança era base para a educação. Porém neste século surgiram as T-Shirts que começaram a revolucionar o conceito e o mercado de vestimentas.

Mas foi em 1908 que elas surgiram com força. O exército americano começou a utilizar as tais peças por facilitar muito no campo de batalha e serem mais fresquinhas. Eita calor!

Como sempre camisetas foram sinônimo de roupa por baixo não seria da noite para o dia que essa ideia deixaria de existir. Não tinha internet naquela época para viralizar!

Clark Gable

Então só por volta de 1940 que um galã de filme chamado Clark Gable resolveu sensualizar sem ser vulgar e tirou sua camisa, as moças foram a loucura. Mas havia algo que chocou a todos! Surpreendeu o mundo, não havia nada por baixo, “Oh my god!”

Virou notícia, bem mais devagar que nos dias de hoje, é claro, mas aos poucos o borbulho foi se espalhando pelo país e o mundo, sua atitude mostrou a tendência que já estava se criando a quase 30 anos.

Mostrou que o apetrecho poderia ser uso como peça principal e não mais como roupa de baixo!

Então revistas começaram a publicar fotos, novas propagandas surgiram, modelos, atores, o exército tinha implantado a nova moda. Até um presidente que se candidatava na época lançou camisetas de propaganda, e pronto estava implantada no mundo a novidade!

O que a História tem haver com meu negócio?

E por que esse momento histórico? Para lhe explicar o que disse frases acima!

Você pode com a tecnologia de hoje, ter facilidade dos ecommerce, ser fabricante, atacado e varejista!

Sublimação de camisetas! Um dos negócios mais lucrativos desde sempre, a tradição sempre está viva, a sublimação está em alta no mercado, e não apenas com as camisetas, canecas, squeeze, bonés e tudo que uma prensa pode fazer!

Como? Eu vou lhe explicar! Quando terminar esse texto você estará pronto para desenvolver seu novo e lucrativo negócio!

Escolha seu nicho! Quem é meu Cliente?

Não adianta atirar para todo lado! Aproveitando que falamos de exército posso te afirmar que quando você cria focos, você realiza de parte em parte.

Assim é no mercado, nada adianta você ter diversas mídias para a divulgação de seu trabalho se você não alimenta com um bom conteúdo.

Você pode criar dicas ou sugestões, mas o ideal seria investir em um profissional freelancer, um redator web. Você encontra um facilmente em sites ou poderá fazer o download da versão mobile.

Os aplicativos de freelancer disponibilizam a criação de projetos e a solicitação de orçamento. O ideal é você oferecer um valor pré fixado por artigo, assim você controla seus gastos.

Bem depois de pensado nisso, antes de falarmos sobre tudo que você precisa saber sobre uma máquina de sublimação, é necessário e importantíssimo você saber quem é seu cliente, para quem você irá oferecer seu portfólio de produtos.

Primeiramente você escolherá quais produtos que irá produzir( falaremos disso mais à frente ok?). Você deve montar sua lista, com fotos e valores, excelentes descrições, pois quanto mais você descrever mais o seu consumidor terá confiança em comprar.

Pense que sua descrição deve ser de tamanha perfeição que o cliente deve ter a sensação que não está apenas lendo sobre o produto, mas tendo a sensação de que está com ele, como ele é, isso lhe dará muita credibilidade.

É como descrever um sorvete de morango e o cliente ter a sensação de que já está sentindo o sabor.

Crie um e commerce

Você pode criar um e-commerce, hoje temos excelente plataformas para criação de lojas virtuais, como o Wix e o Shopify.

Você pode também criar um blog e um perfil no facebook, mas se lembre que o perfil é pessoal, não use o nome de sua empresa, é bem provável que você pode ter problemas futuros.

Crie também uma fanpage para sua empresa, é importantíssimo também criar um CNPJ da categoria MEI, assim você poderá ter ainda mais credibilidade para vender para qualquer cliente.

O custo mensal é baixo, por volta de R$50,00, assim você investe pouco mais investe em credibilidade.

máquina de sublimação por mais que seja de maneira física e não visual pode ser vantajosa.

Canais de comunicação para profissionais de sublimação

Para atender melhor o seu cliente, crie um canal de comunicação, o WhatsApp está em alta, mas sinta-se à vontade para utilizar o que mais lhe deixa confortável.

Os clientes de hoje gostam de tirar muitas dúvidas, ver muitas fotos do produto e saber de suas garantias, e esse canal facilita muito.

E além do mais ninguém mais pede cartão de visita, sempre vem a frase que já está forte; “Ele tem Whats?”

Estude o mercado! Qual a necessidade do nicho (grupo, clientes) que escolhi?

Imagine, o jovem entrando na igreja, com seus fones de ouvido vermelhos, com seus olhos pendurados na camiseta meia aberta, com uma sacola branca de mercado. Ele vem balançando a cabeça, parece escutar algum tipo de rock. Ele para a frente do altar, o padre ainda não chegou, mas os fiéis estão ali, então ele abre um sorriso, tira seu fone e pede a palavra;

“Meus amigos e amigas, estou aqui humildemente, pois sou vendedor, e preciso sustentar minha família…”

Até esse momento as senhoras e senhores estão um pouco comovidos, como sempre acontece quando os vendedores utilizam dessa técnica de “contar uma história triste! ”

E Ele segue;

“Queria lhes oferecer meu produto, ele é da melhor qualidade, e eu tenho certeza, que vocês irão ajudar esse humilde vendedor que só pede auxílio. Eu gostaria de lhe oferecer essa garrafa de whisky! ”

NÃO! Não preciso nem continuar essa história, é óbvio que há algo errado nessa venda, o rapaz está completamente equivocado do local e as pessoas que escolheu para vender.

Mas por mais absurda que pareça essa história ela é muito verdadeira, pois hoje o mundo está cheio de pessoas vendendo as coisas certas nos lugares errados.

A dica que podemos lhe dar é escolha o nicho, as pessoas, o local que você irá vender seus produtos, se são canecas, ou almofadas para mães grávidas, se são camisetas de bandas, se são copos para festas.

O portfólio é enorme, então sabendo isso vamos para a compra da máquina de sublimação!

Compre sua máquina de sublimação!

A primeira coisa que olhamos para a camiseta, quando vamos escolher uma, é a sua beleza, suas cores e sua imagem, se estiver em inglês, dificilmente alguém lê o que está escrito.

Então você deve se preocupar com a qualidade da estampa. Pois ela é o seu principal material de propaganda. Então o investimento com uma máquina de sublimação não seria de maneira alguma um desperdício.

Você deve se preocupar muito com o seu estudo, as técnicas para a produção devem ser mantra para você, pois conhecendo muito de sua máquina você que irá dominá-la.

Se encontra muitos cursos e vídeos na internet explicando e ensinando como fazer, não deixe a ideia de; “eu sei como se faz! ”.

Teste muito tudo o que você aprender, afinal a qualidade do seu serviço irá garantir que seu cliente volte a comprar. Fidelização é importantíssimo!

Você deve escolher que tipo de serviço irá querer prestar, se você quer produzir em grande escala, aí então usaria a sublimação com calandra.

No qual a imagem é colocada em um cilindro que ficará sublimando um rolo de tecido, você pode atender a serviços contratados ou até mesmo contratar facções de costura para montar suas camisetas já sublimadas.

Ou você pode pensar em um trabalho mais exclusivo e utilizar a sublimação por prensa, que faz uma unidade por vez. Ou utilizar do transfer que é de rápida produção mas pouca durabilidade.

Mas não se esqueça que a escolha da máquina de sublimação é fundamental para seu negócio.

Máquina de Sublimação:  Prensa, 3D, calandra ou transfer laser

Lembra quando você estava brincando com seus amigos e amigas e exibia aquela sonhada camiseta de personagem? Era o sucesso entre as crianças. O tão grandioso exemplo de como causar inveja alheia

Porém sempre um amigo seu gritava “ Está caindo o olho do seu boneco! ” E lhe presenteava com uma sonora e larga gargalhada!

Sim aconteceu e não foram poucas vezes, a máquina de sublimação Transfer Laser é uma sublimação digamos que “colada”, o processo é mais ou menos assim, você precisa de uma impressora a laser que usa a tinta em pó, o famoso tonner.

Você precisa de uma papel especial para a impressão, você imprime a imagem que deseja e com a pressão, temperatura e tempo.

Praticamente cola sobre o tecido a imagem, porém ela não é durável, pois ela está somente na superfície do tecido ela pode sair quando a força que a uniu acabar.

O que faz essa força de colagem acabar pode ser a água ou detergente quando é lavada, o sol.

O certo é que ela não disponibiliza um bom tempo de duração e poderá vir acontecer dos olhos, bocas, e até toda imagem do seu personagem irem por água abaixo!

O transfer está inserido na maioria das máquinas de sublimação, pois ela é uma técnica.

Já em canecas você pode passar uma resina especial para o fim, então essa resina irá segurar por muito mais tempo a estampa.

Mas para outros materiais como boné e almofadas, o processo e resultado é o mesmo.

Utilize-se o transfer para copos de festa, pois trata-se de um produto para pouco tempo de uso.

Você nunca se perguntou, como pode ter tantas camisetas de futebol? Ou tantas outras iguaizinhas na loja?

Sublimação Calandra

As camisetas esportivas eram diferentes das demais pareciam de outro mundo, mas o segredo está na fabricação, a sublimação por calandra, são grandes máquinas com enormes cilindros.

Onde você irá colocar um rolo inteiro de tecido, a imagem ficará no cilindro sublimando repetidas vezes.

Digamos que é a produção em escala, para referências, grandes empresas esportivas a utilizam, criando assim grandes quantidades.

Ela é bem mais cara que a prensa, seu valor pode chegar até 6x mais, portanto se você quer investir nesse ramo há grandes nichos para vendas, basta você escolher qual será seu público.

Prensa Sublimática

E a tradicional prensa sublimática, faz camisetas, bonés, xícaras, almofadas, copos para festas…

A produção é mais exclusiva, então é ideal para os itens personalizáveis, um investimento mais baixo, porém mais artesanal.

Hoje já existe sublimações em 3D, são modernas, lindas e estão atraindo o público jovem, principalmente fãs de HQ.ois possuem incríveis imagens que mexem com o imaginário dos fãs.

Basta você escolher qual lhe agrada, o público que irá atender e quanto quer investir.

Não esquecendo que além da máquina de sublimação há outros investimentos como veremos a seguir, tecido, tintas, insumos.

Qual material posso sublimar?

Para quem apenas usa as roupas não tem noção da infinidade de tecidos que possuímos no mercado, para descobrir e se maravilhar você pode visitar uma casa de aviamentos, e verá a quantidade de tipos e cores, mas como escolher o certo?

O certo é dar certo! Quase todos os tecidos podem ser sublimados, mas há os que aceitam melhor a tinta e outros menos, antes de começar é importante saber a diferença;

Tecidos de fibras naturais

Tecidos sintéticos e fibras naturais, são os dois tipos de segmento que possuímos no mercado. Claro que a mistura de 2 ou mais tecidos criam novos conceitos.

Os tecidos naturais são Linho, Seda, Lã e Algodão, são os tecidos que todo mundo acha “macio” e confortável. São naturais então digamos que não tem nada parecido com plástico no meio. Assim esse tecido respira, não fica com cheiro ruim se secado a sombra.

Porém ele pode desbotar com o tempo e amassa com facilidade, tudo é questão do material, é natural.

Tecidos sintéticos

Já os tecidos sintéticos como Poliéster, Viscose, Acrílico são super-resistentes, e não amassam, porém não respiram e podem pegar fogo rapidamente.

Então quanto mais sintético for mais cuidado se deve ter em questão da temperatura e tempo da prensa para não passar do ponto e vir a queimar o tecido, é tecido industrial.

O indicado para a sublimação, seria de tecidos 100% poliéster. Ou material sintético, porém são aceitáveis composições com até 60% do material.

A sublimação significa que algo sólido sai do seu estado diretamente para o estado gasoso. Ou seja, esse processo de sublimação. Consiste em fixar a tinta no interior do tecido. Assim ele não se desprenderá.

Por ser um tecido mais resistente os sintéticos são os ideais para o processo. Já que os naturais podem não resistir e causar diversos problemas.

Você também irá personalizar canecas, azulejos, copos de acrílico e plástico. Mas para isso é necessário investir em uma resina catalisadora especial para sublimação.

Ela é transparente e irá auxiliar na fixação da imagem no material. Já que ele não é igual ao tecido, transpassado e sim sólido ele precisa de algo que fixe essa imagem, e esse algo é a resina, você encontra facilmente em casas de produtos artesanais, papelaria e até mesmo na internet.

Pronto agora você já sabe qual nicho ou público irá atender, qual tipo de máquina precisa investir e qual tecido é o ideal, mas como faço com as imagens?

O que faço para ter imagens para sublimar?

Agora que você já aprendeu quase tudo antes de comprar uma máquina de sublimação, estamos chegando na reta final, a imagem!

É muito importante você ter conhecimento de como funciona os programas de edição como o CorelDraw e Photoshop.

Podendo comprar um curso na internet ou assistir alguns vídeos gratuito. Se não tem experiência alguma com tratamento de imagens é essencial que se especialize ou até mesmo contrate um profissional freelancer para lhe auxiliar.

As imagens devem ter uma excelente qualidade, pois você não quer imagens feias e distorcidas, tirar o fundo de imagens, criar designs são ações iniciais em suas peças, por isso o auxílio de um profissional cairia muito bem para iniciar o seu novo negócio.

Não caia novamente no erro de achar que sabe como faz. Você estará gastando tempo e dinheiro, as suas vendas dependem da sua qualidade. E a propaganda de boca em boca ou de compartilhamento em compartilhamento é a melhor opção para o sucesso.

Se você trabalhar com e-commerce, a sua imagem é a sua propaganda. Então depois dos trabalhos concluídos tire boas fotos para poder mostrar aos seus clientes os belíssimos trabalhos realizados.

Imprimindo imagens para auxílio de uma máquina de sublimação

Para imprimir suas imagens você irá precisar de uma impressora a laser. Ela contém o tonner, nome dado para o recipiente onde contém uma certa tinta plástica em pó. O processo da impressão é parecido com a da sublimação a única diferença é que não existe a prensa. A impressora esquenta o pó que cola na folha.

A folha deve ser especial para isso, ela é bem mais cara que a folha comum. Um pacote de 50 folhas custa R$ 33,00. Dependendo da sua localidade o tonner pode custar entre R$100 e R$150 e a impressora possui 4 tonner.

O ideal é que sejam novos, pois a recarga pode causar dor de cabeça nas próximas impressões. Você deve contabilizar esse custo de acordo com sua produção.

A qualidade começa desde o início da produção, não esqueça que ela é uma das mais importantes consequências de seu trabalho. Os clientes não reclamam por pagar por qualidade. Mas estarão extremamente decepcionados por pagar caro por produtos de má qualidade.

Agora você já aprendeu tudo que precisa saber antes de comprar uma máquina de sublimação!

Seu projeto está aqui neste texto, diante de seus olhos, basta colocá-lo em prática. Não esqueça de escolher o público que deseja atender. Pois se não poderá comprar uma máquina de sublimação errada.

Muitas vezes na sua cidade terá saída para certo produto, mas há produtos que são os tradicionais. Como xícaras comemorativas, para os dias dos pais, dia das mães, para formandos.

Há também uma grande procura para artigos infantis, de bebês, recém-nascidos. Como almofadinhas personalizadas, bolsas, porta mamadeiras e até mesmo body com sublimação de desenhos.

As festas personalizadas também estão em alta, copos para formaturas ou aniversários de 15 anos. Empresas com festas no final de ano, investem nesse tipo de marketing. Não esquecendo na talvez maior e mais rentável área da sublimação: camisetas.

As camisetas para sublimação são sempre bem-vindas, principalmente para times de futebol.

Se souber fazer um bom trabalho poderá se tornar precursor dessa atividade na sua cidade.

Então não fique parado, siga os passos desse planejamento, observe a concorrência se ela existe ou não e busque também através da internet a venda em e-commerce. Os canais estão aí para serem utilizados.

Material de qualidade gera muito mais lucro, não venda gato por lebre. Assim você também estará contribuindo para um comércio justo e honesto! Mãos à obra e boas vendas!

Shopify, WordPress ou Magento?

O velho bazar da esquina se transformou em souvenir da cidade. A tecnologia chegou em peso e cada vez mais as lojas estão se inserindo no mundo digital. Mas com tantas opções qual escolher?’

Hoje as mais top’s do mercado são as Shopify, WordPress e Magento, cada qual com as suas qualidades e seus defeitos.

Vamos no post de hoje ver qual das três pode ser mais vantajosa para seu negócio?

Tudo sobre Magento:

Se você está pensando em entrar no mercado de e-commerce é necessário ter em mente que para criar uma loja virtual você precisa de uma plataforma específica para isso.

Se o seu plano é criar uma loja eficiente e atrativa você não pode usar qualquer tipo de “criador de sites” para vender seus produtos. Hoje existem algumas plataformas que te permitem montar uma loja de modo que seu cliente se sinta dentro de um shopping.

Diante de tantas boas plataformas que existem para o e-commerce, com certeza você precisa conhecer a opção de criar sua loja no Magento. Uma plataforma bastante conhecida e renomada. Confira um pouco mais sobre ela aqui.

Magento hoje de propriedade da Adobe escrita totalmente em PHP (linguagem script de código aberto), necessita de conhecimento em programação.

Então se você deseja usar ela precisará de alguma empresa que compreenda seus processos. Sendo sempre necessário estudá-la.

As grandes marcas como utilizam a Magento Enterprise, principalmente por ela otimizar as rotinas gigantes do e-commerce.

Magento não possui criação de sites apenas lojas virtuais, ela também pode ser construída em módulos, assim o usuário pode investir de acordo com sua necessidade.

Se você está pensando e estiver preparado para criar uma página Magento você encontra diversas opções e valores, mas é importante ter profissionais capacitados, é vantajosa, porém complicada.

A Magento disponibiliza bons layouts e relatórios detalhados além de contar com diversos canais para pagamentos.

O que é a plataforma Magento?

Criado em 2007 pela antiga Varien, o Magento é uma plataforma moderna e poderosa de e-commerce com um ecossistema de open-source. Como seu foco é trabalhar somente com lojas virtuais.

A flexibilidade do Magento começa com que tipo de lojas virtuais ele pode trabalhar, que podem ser B2B, B2C e soluções híbridas.

O Magento possui três versões distintas: Magento Community Edition, Magento Enterprise Edition e Magento Enterprise Cloud Edition. A que nós iremos olhar nesse artigo é a Magento Community Edition

O alcance de suas ferramentas são bem grandes, desde dados e relatórios dos carrinhos do cliente até alcance por e-mails. Veremos que a plataforma permite que sua loja virtual seja completa e atrativa.

Como o Magento funciona?

Para usar o Magento você precisará baixar o arquivo gratuito. Após sua instalação, como todas as outras plataformas você será apresentado a um painel de controle.

Por meio desse painel de controle é que você irá gerenciar as suas vendas, o seus clientes. Escolher temas e o layout para sua loja virtual.

Uma necessidade dessa plataforma é que para alterar sua plataforma original é necessário conhecimento em PHP, por isso é recomendável que sua empresa possua um programador.

Juntamente com a pessoa escolhida para cuidar da programação você poderá incluir diversos plugins que permitirá você criar uma loja virtual única e com diversas utilidades.

Ele também trabalha com módulos que são necessários para algumas atividades como: recuperar carrinhos abandonados, calcular frete, pagamento com cartão de crédito e débito, boleto bancário e etc.

A maior funcionalidade dessa plataforma é sua comunidade. Qualquer dúvida você terá muitas pessoas para te ajudar a cuidar de sua loja.

Qual o investimento para criar uma loja virtual com o Magento?

Basicamente são três os maiores investimentos que você irá fazer caso decida criar sua loja virtual com o Magento: Um orçamento, empenho e contratar um programador especializado na plataforma..

Recentemente a ADOBE comprou o Magento, portanto para criar uma loja será necessário fazer um orçamento por telefone ou no site. Ainda existe a versão gratuita, fique de olho no que a comunidade tem a contribuir sobre essa versão.

Para qualquer coisa dar certo na nossa vida é necessário empenho. Dinheiro não cai do céu. E o seu lucro também não vai cair.

Por mais que a plataforma não seja difícil de mexer e você pode fazer diversas ações dentro dele para criar sua loja, você só terá resultado ao se empenhar com seu negócio e os objetivos para ele dar certo.

Será necessário aprender sobre a plataforma nos tutoriais disponibilizados pelo próprio Magento e dicas da comunidade. E também será necessário o controle no decorrer das vendas, organizar tudo corretamente para ter um bom feedback dos clientes.

Já o segundo gasto que você terá é contratar um programador. Como o Magento não é possui um suporte aos seu usuários, alguns problemas e bugs que ocorrerão será necessário conhecimento de programação para corrigi-los.

Se você não tiver um programador experiente, você irá perder muito tempo aprendendo a consertar a mecânica da sua loja e perderá o controle das vendas e entregas que estão ocorrendo. Ou então ficará muito tempo com o site fora do ar até corrigir tudo.

Por isso é de suma importância você ter empenho e um programador experiente em Magento. Será um gasto que valerá a pena.

Quais as principais vantagens de usar o Magento para uma loja virtual?

Ao ser conhecida como uma das melhores plataformas de e-commerce do mundo, o Magento tem algumas vantagens singulares.

Na plataforma você pode criar diversas lojas diferentes para segmentos de produtos diferentes (roupa, tênis, acessórios, etc). Mas tudo estará reunido para você um único painel. Claro, que você terá como organizar para não se perder com os segmentos diferentes.

O Magento também permite que você crie lojas otimizadas em SEO, permitindo que sua loja seja encontrada mais facilmente nos sites de buscas.

Um detalhe interessante é que o Magento é uma plataforma muito segura, pois como é um open-source, significa que muitas pessoas podem trabalhar voluntariamente para corrigir os erros e bugs que ocorrem nos códigos da plataforma e templates.

Abaixo estão mais algumas vantagens que o Magento oferece:

  • Controle de descontos
  • Controle avançado de relatórios
  • Possui CMS
  • Pode configurar taxas
  • Configurações para envio do produto
  • Integrado com diversas formas de pagamentos

Vale a pena usar o Magento para criar uma loja virtual?

A plataforma possui mais de 240.000 lojas virtuais implantadas pelo mundo. Isso nos mostra que escolhê-la como a plataforma na qual você irá criar sua loja virtual não é uma má ideia. Ela é boa e por isso está entre as mais usadas ao redor do mundo.

Não é atoa que a grande ADOBE comprou a marca. Se você buscar aprender mais do Magento com a comunidade e pagar um bom programador. Com certeza vale a pena criar sua loja com essa plataforma.

Será que escolher WordPress é uma boa opção?

O mercado de vendas de todos os segmentos, cada dia se torna mais e mais competitivo. Não existe mais tempo para deixar um cliente entrar na loja e ir embora. Pois as inúmeras facilidades ofertadas fazem com que o mesmo opte pelo que lhe traz mais conforto.

Por esse motivo que a internet veio como um furacão, para trazer a possibilidade de efetuar compras e vendas online. Ou seja sem sair do conforto e segurança da sua casa. Quem não se atualiza no sistema “online” acaba por perder espaço no mercado.

Trabalhar com internet não é tão simples assim. Para que haja êxito nesse novo mercado, é necessário a criação de sites em plataformas de qualidades. Para que o cliente e o vendedor se sintam seguros a efetuar as transações comerciais. Esse artigo fala um pouco do wordpress que é um dos sistemas mais utilizados no mundo todo para esse tipo de trabalho.

O famoso WordPress faz parte do novo conceito comercial para lojas desde seu lançamento em 2003, o Google se tornou a página amarelas de antigamente. Porém com uma velocidade de busca incomparável.

WordPress surgiu como precursor de novas possibilidades de criação. Ele é um sistema baseado na gestão de conteúdo conhecido como CMS.

Esse tipo de sistema dá a possibilidade de fazer todas as eventuais funções através de uma interface central e única. Ou seja, você cria um banco de dados cheio de informações.

Se você é estudante, e quer começar sem investir ele é uma opção, pois é gratuito.

Tem também design responsivo, ou seja, adapta-se ao usuário que acessa, seja de desktop ou mobile.

Como desvantagem sua segurança deixa a desejar. Por ser popular recebe muitos ataques o que o deixa vulnerável.

O que é o wordpress?

Talvez você já tenha escutado falar algo sobre o WordPress, no entanto se você não possui uma informação clara sobre o assunto, este artigo servirá para sanar todas as suas dúvidas

O wordpress é um aplicativo para gerenciamento de conteúdo pela internet. Foi criado por Ryan Boren e Matthew Mullenweg e lançado no ano de 2003. Sendo gratuitamente distribuído pela GNU (General public license).

No início era bem difundido no mundo dos blogs. Mas a sua facilidade de utilização, seu tipo de licença e seus plugins com capacidades de extensão tornam esse aplicativo uma ótima opção para usos não só de blogs como de jornais, revistas, vendas eletrônicas, , entre outros.

Como o wordpress funciona?

Hoje a plataforma não é somente uma rede para blogs, e sim uma rede de direcionamento de conteúdo espetacular e difundida pelo mundo.

Muitos sites hoje estão sobre a plataforma wordpress. Você pode utilizar a própria hospedagem do wordpress ou como um self-hosted, hospedando ele no seu próprio servidor.

Ao utilizar a própria hospedagem será possível criar um blog para difundir ideias, ou demonstrar produtos.

No entanto para ter acesso a plugins (são extensões que tem como objetivo proporcionar ao site recursos extras) e templates personalizados (você possuirá total liberdade e controle da aparência do seu site) o self-hosted seria o mais indicado.

Para os casos citados, você irá precisar baixar o sistema wordpress.com ou wordpress.org, respectivamente.

Qual o investimento para criar uma loja virtual com o wordpress?

Gaste com uma loja virtual, pois é totalmente vantajosa,  e o WordPress possibilita você economizar com gastos que teria em uma loja física.

Para você que pensa em ter uma loja virtual através dessa plataforma essa é a melhor notícia que poderia te dar: o investimento é totalmente gratuito.

Claro que você poderá gastar com outros serviços para melhor atender o seu público. Mas a questão é que a plataforma é gratuita.

Quais as principais vantagens de usar o WordPress para uma loja virtual?

Primeiramente a confiabilidade da plataforma wordpress é algo que já de primeira nos deixa mais tranquilos para utilizá-la.

Segundo, qualquer pessoa, ainda que não tenha conhecimentos técnicos específicos conseguirá manter um site e administrar o conteúdo exposto na plataforma.

Muitos profissionais como designers e programadores já são especialistas nesse tipo de plataforma.

Sem contar que alguns plugins ajudam no SEO (mecanismo de buscas do google) o que ajuda imensamente nas vendas dos seus produtos.

Por exemplo, quando um cliente for pesquisar um produto, o seu aparecerá com mais facilidade na busca. Um plugin bastante usado é o WP E-commerce ele transforma numa loja virtual completa inclusive com o sistema de carrinho de compras.

O que estimula o seu cliente a comprar mais e mais. O wordpress ainda é compatível com dispositivos móveis, ou seja, você poderá administrar seu site diretamente de seu celular ou tablet.

Vale a pena usar o WordPress para criar uma loja virtual?

A loja virtual precisa ser um ambiente agradável e aconchegante para os seus clientes. Pois assim como numa loja física ela precisa ser atrativa para que haja interesse em efetuar uma compra.

Você possui uma infinidade de recursos para montar sua loja online, porém a wordpress vem servindo muito bem tanto para quem vende, quanto para quem compra.

Sendo uma das plataformas mais requisitadas pelos lojistas da atualidade. Além de ser fácil de instalar e gerenciar, o wordpress é gratuito e tem uma infinidade de templates e plugins para todos os gostos.

Um plugin bastante requisitado entre os lojistas virtuais é o e-shop, com ele há uma disposição de diversos tipos de pagamentos, dentre eles o boleto e o Paypal.

Podendo também proporcionar ao cliente descontos e frete grátis (caso seja da vontade do vendedor). Depois dessas vantagens eu afirmo com toda a certeza: vale muito a pena usar o WordPress para criar uma loja virtual.

Para quem quer se manter no páreo do mercado digital. Essa plataforma que foi apresentada é uma das principais para que seu produto seja visto de uma maneira clara e profissional. Além de todas as facilidades que foram aqui apresentadas.

O suporte técnico da plataforma é bastante eficiente e está sempre disposto para resolver qualquer eventualidade. Visando sempre o conforto dos clientes.

Isso é confirmado pelo prêmio que eles conquistaram em 2009, Prêmio de melhor CMS código aberto, pelo Open Source CMS Award, destacamos esse, dentre outros que já recebeu.

Depois dessa gama de informações é possível confiar no WordPress para começar/continuar uma loja virtual. A hora é agora!

Será que devo escolher o Shopify para meu negócio?

E por fim e mais importante, Shopify! Uma das plataformas mais completas e seguras da internet!

Não é à toa que é a mais utilizada no mundo. Além de uma interface que possibilita a fácil criação ela está classificada com o nível máximo de segurança e conta ainda com exclusivas vantagens como a gratuita hospedagem.

Shopify conta com excelente suporte, além de estar disponível para mobile e possuir diversas formas de pagamentos.

Não a prós, pois ela foi pensada exatamente para suprir todas as dificuldades que existiam nos e-commerce.

Além do mais você pode crescer a sua loja aos poucos, acrescentando funcionalidades de acordo com sua evolução nas vendas. O custo inicial é baixo e o retorno é garantido.

Shopify

Ao se falar de e-commerce, uma das principais dúvidas que a nova empresa (ou não tão nova) terá é: em que plataforma criar sua loja virtual? Ao pesquisar na internet você verá que existem diversas opções. Sendo uma delas a Shopify.

O que é a Shopify?

Criada no Canadá, muito usada pelos americanos e chegou ao Brasil há cerca de 3 anos atrás. A própria Shopify traz uma pequena definição do que ela é:

“Shopify é a solução completa para os e-commerce, pois permite a criação de uma loja virtual para vender seus bens. Permitindo também, organizar seus produtos, customizar sua vitrine, aceitar diferentes formas de pagamento (incluindo cartão de crédito), rastrear e responder a pedidos.”

Ou seja, a plataforma existe somente para criação e administração de lojas virtuais. Não é um criador de sites como o WordPress, Wix e Drupal.

Como a Shopify funciona?

Ao fazer o cadastro na plataforma, você irá ganhar 14 dias grátis para explorar o que a Shopify pode te proporcionar. Após esse tempo você terá de escolher um plano.

O primeiro passo após criar sua conta e dar um nome para sua loja virtual na Shopify será colocar suas informações pessoais. E para um melhor proveito da plataforma, a Shopify irá perguntar se você já trabalha com vendas e que tipo de produtos irá vender (digital, físico, etc).

Após os primeiros passos você será levado para o painel de controle. E a partir dele começar a construir sua loja. Que você poderá customizar para se adequar a diversos formatos (desktop, tablet e mobile).

O painel de controle será o local no qual você dará vida a sua loja. De modo simples você poderá adicionar os produtos, supervisionar os pedidos dos clientes. É lá que você poderá também criar descontos e receber os relatórios dos resultados que sua loja está obtendo.

Para enviar os produtos, também é simples. Você irá configurar os valores do frete de acordo com o peso dos produtos e também configurar o frete grátis. Facilitando a sua vida e a do cliente.

Tudo que você precisa para organizar a loja virtual do seu negócio estará ali. Inclusive as ferramentas para montar o layout de suas páginas.

A Shopify possui um canal no youtube com diversos vídeos de tutoriais para tirar as dúvidas de seus clientes.

Qual o investimento da Shopify?

Diferente de algumas plataformas para criar sites, a Shopify não é gratuita. Após os 14 dias de teste você terá que escolher um plano, podendo ser o mais barato de U$9,00 (Dólares).

Porém o plano mais barato que irá incluir um site para a loja virtual é de U$29,00 (Dólares) mensais. Um valor justo para quem está começando.

O plano mais caro é de U$299,00 (Dólares) mensais, no qual você poderá contar com todas as ferramentas que a Shopify tem para oferecer.

Um gasto que você deve ter em mente é que a cada transação (compra) que seu cliente fizer, a Shopify receberá uma pequena porcentagem (2%, 1% ou 0,5%) que irá depender do plano que você possui. Afinal, a plataforma precisa lucrar também.

A Shopify conta com uma exclusiva loja de aplicativos para incrementar sua loja online, o preço vai variar de aplicativo para aplicativo. Lembre-se que vale a pena gastar em compras que vão te trazer lucros no futuro.

Então, o seu investimento terá de ser pensado. Para pequenos negócios vale a pena iniciar investindo pouco e conforme seu lucro for aumentando. Você aumentar seus gastos na plataforma.

Já para as grandes empresas, com uma média de lucro pré-estabelecida. Talvez irá valer mais a pena já começar com os planos mais avançados.

Lembre-se se você tiver um bom produto para oferecer e um bom marketing o lucro virá e aos poucos sua loja na Shopify ficará cada vez melhor para seus clientes e sua empresa.

Quais as principais vantagens da Shopify?

Após ler um pouco sobre como funciona e como pode ser seu investimento e lucro na Shopify, queremos destacar alguns pontos que tornam a Shopify uma excelente escolha para abrir sua loja virtual:

  • Não precisa de um programador;
  • Não precisa de conhecimento em design;
  • Escolha de inúmeros temas;
  • Lojas para o Shopify;
  • Organizar sua loja com tags;
  • Link da loja para as redes sociais;
  • Espaço para blog posts;
  • Integrado com mais de 70 parceiros para pagamento.

Ser simples em montar sua loja virtual é uma marca notável da Shopify. Seus diversos temas e organização por tags deixam isso bem claro.

E como dito nos pontos acima, caso você queira escrever blog post em sua loja você consegue. Muitas vezes ter um conteúdo de descontração ou informativo para a vida do seu cliente irá fazê-lo voltar mais a sua loja e torná-lo em um cliente fiel.

Uma certeza que você pode ter é que a Shopify é plataforma para e-commerce mais fácil de se utilizar. Além de possuir diversas vantagens.

Vale a pena usar a Shopify?

Depois de entender o que é, como funciona, como investir e as vantagens da Shopify é possível entender o porque ela está entre as plataformas de e-commerce mais usadas em território americano.

A Shopify é uma plataforma específica para o e-commerce, investir nela significa que você tem como objetivo ter sucesso com a sua loja. Pois as ferramentas oferecidas pela Shopify são excelente e necessárias para uma loja virtual de qualidade.

Então se você estiver disposto a investir o dinheiro necessário para criar um loja virtual prática, organizada e eficiente, com certeza irá valer muito a pena usar a Shopify.